A #Google actualizou a sua funcionalidade Street View, que permite visualizar os mais variados locais do mundo sem sair do conforto do lar, passando a incluir imagens da região de Khumbu, no Nepal, onde se situa o Monte Evereste. Para fotografar o local, a gigante tecnológica norte-americana organizou uma expedição de dez dias, em parceria com Apa Sherpa, recordista mundial de subidas ao Monte Evereste. O projecto, que serviu também para melhorar os mapas da região, contou ainda com o apoio da organização nepalesa Story Cycle.

Apa Sherpa, numa nota publicada no blogue oficial do Google Maps, refere que a colaboração com a Google permite dar a conhecer ao mundo um pouco mais sobre a região de Khumbu, bem como das suas comunidades.

Publicidade
Publicidade

O objectivo, explica na mesma publicação, é que, ao ver as imagens online, as pessoas tenham um melhor entendimento daquela região do Nepal, da sua cultura e outros costumes. O alpinista, nascido em 1960, já subiu o Monte Evereste por 21 vezes e é o responsável pela Apa Sherpa Foundation, uma organização sem fins lucrativos que procura proporcionar melhores condições, tanto a nível educacional como económico, aos jovens nepaleses que crescem na sombra da maior montanha do planeta.

Através das novas imagens disponibilizadas pela Google, é também possível visitar o interior de algumas construções locais (por exemplo, uma biblioteca e alguns templos). O ponto mais próximo do Monte Evereste, que pode ser visitado utilizando o Google Street View, é Gorak Shep, uma aldeia localizada a mais de cinco mil metros de altitude.

Publicidade

Esta é assim a mais recente melhoria no serviço Google Maps, uma das principais apostas da empresa nos últimos anos. Já no início de 2015 foi disponibilizado em Portugal o Google Maps Indoor, que permite ver e percorrer o interior de inúmeros monumentos e pontos de interesse, espalhados um pouco por todo o mundo. Só em território nacional estão disponíveis mais de quatro dezenas de locais, como estádios, centros comerciais ou estações ferroviárias.