Há cerca de uma semana abriu a época da caça ao iphone, o início ficou marcado por uma apresentação mundial em Barcelona, em que a Samsung fez questão de estabelecer comparações diretas com os telefones da apple para dizer que tem um melhor produto. As novas armas da Samsung são o Galaxy S6 e o S6 edge. A Samsung abandonou, finalmente, o tão criticado plástico nos topos de gama, desta vez o acabamento e o design são bem melhores: há todo um revestimento de metal na borda do telemóvel e vidro gorilla glass à frente e atrás. Têm, ainda, uma densidade de pixéis de 577 pontos por polegada fazendo o produto mais resistente. Para além disto, merece destaque o seu ecrã de 5,1 polegadas, e a resolução quad HD.

Publicidade
Publicidade

A diferença do S6 edge para o seu "irmão", é que este na parte lateral tem uma curvatura e estas curvaturas têm outros ecrãs que permitem ter outras informações, aplicações ou até notificações. Além disso, para cada contacto pode-se atribuir uma cor específica e, desta forma, quando o telemóvel está pousado nos rebordos acende-se a cor do contacto que estiver a ligar. Outra grande novidade é a bateria estar incorporada, contudo têm uma característica importante: carrega de forma muito rápida. O fabricante coreano revelou que o factor de distinção relativamente à apple é a tecnologia Magnetic Secure Transaction, ou seja, este telemóvel contará também com um sistema de pagamento para concorrer com o da apple, sendo que a grande vantagem deste é que não requer outros equipamentos nas lojas devido a usar a tecnologia dos cartões magnéticos.

Publicidade

Estima-se que em dez minutos é possível carregar o telemóvel para quatro horas de utilização. Para além do referido, estes S6 já trazem também incorporada a tecnologia de carregamento sem fios, que é compatível com as duas tecnologias existentes actualmente. Há três versões deste produto, a 32, a 64 e a 128 gigabytes que estarão à venda a partir de Abril.

Por agora, ainda não foram revelados preços mas estima-se que andarão entre os novecentos e os mil euros. Os Galaxy S6 podem ainda ser acoplados para se ter óculos imersíveis de realidade virtual.