A Apple lança este mês o seu mais recente gadget, o Apple Watch. Todavia, a sua venda na Suíça não vai ser possível, pelo menos para já. A razão para o impedimento deve-se a um problema com a patente. A Suíça, um país fortemente associado à indústria relojoeira, vai impedir a comercialização do mais recente produto da gigante americana Apple, devido a uma patente de 1985, a qual pertence ao dono da marca Leonard, William Longe.

Até 5 de Dezembro deste ano, data em que a patente termina, não é possível, na Suíça, associar o símbolo de uma maçã ou da palavra apple a objectos relacionados com a relojoaria ou com jóias. Esta informação consta do registo de propriedade intelectual da marca Leonard.

Publicidade
Publicidade

O documento que prova a existência desta patente foi divulgado pelo site RTS, e, segundo este órgão de comunicação social, o documento foi publicado pela revista Business Montres & Joaillerie. Com este impedimento, a Suíça consegue adiar, pelo menos por uns meses, a entrada no país de um forte concorrente no mercado relojoeiro.

Resta à Apple aguardar até ao final do ano para poder introduzir o seu novo produto no mercado suíço, ou apresentar o produto com outro nome ou marca, o que possivelmente lhe retiraria a identidade. A Suíça, país onde estão sediadas algumas das marcas de luxo mais importantes da indústria de relógios, como a Rolex, Cartier, TAG Heuer, entre outras, não quer ver os consumidores a abandonarem os seus relógios para investirem nos smartwatches.

O lançamento mundial do Apple Watch está previsto para o dia 24 de Abril.

Publicidade

A Apple e o Instituto Federal de Propriedade Intelectual da Suíça, apesar de terem sido questionados sobre o assunto, ainda não se mostraram disponíveis para prestar declarações. O relógio da Apple será colocado à venda em nove países no dia 24 de Abril. Algumas cidades como Londres, Tóquio e Paris, terão mini-lojas em ambientes luxuosos, onde se poderá adquirir a versão mais cara deste relógio.

O relógio vai estar disponível em diferentes versões: Apple Watch Sport, Apple Watch e Apple Watch Edition e os preços podem chegar aos dez mil dólares. #Inovação