A #Apple está a pedir a todos os consumidores que tenham adquirido as colunas de som Beats Pill XL que as devolvam por correio e recebam o dinheiro que pagaram originalmente. É uma das poucas vezes em que se vê obrigada a pedir uma recolha voluntária, uma situação desconfortável para uma marca que se orgulha da qualidade dos seus produtos e que adquiriu a Beats by Dr. Dre em Maio de 2014 por 3 mil milhões de dólares (2,7 mil milhões de euros ao câmbio corrente). Está inclusive a preparar o seu primeiro serviço de streaming com base na plataforma Beats Music. 

"A Apple determinou que, em raras ocasiões, a bateria da Beats Pill XL pode sobreaquecer e gerar risco de incêndio", escreve a empresa tecnológica, num comunicado publicado esta quarta-feira.

Publicidade
Publicidade

"A recolha não afecta quaisquer outros produtos da Beats ou da Apple."

O portfólio da Beats by Dre abrange também auriculares, auscultadores e acessórios, além de colunas. É uma marca conhecida pela qualidade de som, design original (a Pill tem o formato de um comprimido), e é relativamente cara, tendo-se tornado um sucesso entre celebridades. No ano passado, por exemplo, gerou-se uma situação desconfortável quando jogadores da selecção brasileira apareceram a usar os seus auscultadores, isto apesar de a Sony ser patrocinadora do Campeonato do Mundo. A polémica deu origem a uma proibição dos Beats nas imediações da competição.

"Porque a segurança dos consumidores é a prioridade máxima da empresa, a Apple está a pedir aos clientes que parem de usar as suas colunas Beats Pill XL", indica ainda no comunicado, sublinhando que este produto foi lançado em Novembro de 2013 e que a Apple só comprou a empresa no ano passado – dando a entender que não é defeito da sua responsabilidade directa.

Publicidade

Em Portugal, as colunas Beats Pill XL custam cerca de 300 euros - 299,95 euros nas lojas online da Beats e da Apple, 299,99 euros na Worten e na Fnac, e é possível neste momento comprá-las em promoção na GMS Store online, que reduz o preço para 275,90 euros. No entanto, o comunicado não dá qualquer indicação sobre uma possível suspensão das vendas actuais do produto ou se terá havido mudanças na forma como as baterias defeituosas estarão a ser produzidas, se é seguro ou não adquirir exemplares das Beats Pill XL que estão hoje nas lojas.

Uma nota importante é que a recolha e devolução do dinheiro só podem ser efectuadas através de um formulário online. Os consumidores devem entrar em apple.com/support/beats-pillxl-recall e clicar no formulário de recolha. A Apple envia depois uma caixa com portes pagos para que o utilizador possa devolver a Beats Pill XL, e faz a devolução do dinheiro para o cartão ou emite uma nota de crédito na loja com o mesmo valor. O processo de devolução, indica o comunicado, deverá demorar três semanas.

Publicidade

"Por favor, não tente devolver o seu produto em qualquer local que venda ou dê suporte a produtos Apple ou Beats", avisa a marca.

Novidades sobre o serviço de streaming da Apple com base no Beats Music, que se mantém disponível por 9,99 dólares por mês ou 99,99 dólares por ano, são esperadas no curto prazo. A Apple realiza na próxima semana o seu evento anual de programadores, e a keynote de abertura, esta segunda-feira, vai seguramente trazer novidades.  #Música