O novo iPhone 7iPhone 7 Plus foram apresentados esta tarde, 7 de setembro, em São Francisco. Numa apresentação onde também foram vistos os novos #Apple Watch, a verdade é que os membros mais novos da família iPhone eram os mais esperados da tarde. Passavam 55 minutos das seis da tarde (hora portuguesa) quando se começou a levantar o véu do iPhone 7. Para começar, a grande novidade: duas novas cores e o regresso às origens. A Apple colocou o Space Gray de lado e trouxe duas novas cores: Preto Brilhante (a relembrar os equipamentos até ao 4S) e Preto Mate.

A versão 7 chega assim em dois tamanhos (4,7 e 5,5 polegadas), cada um deles com cinco cores disponíveis: os dois novos tons de Preto, o Prateado, o Rosa e o Dourado.

Publicidade
Publicidade

Manteve-se a estrutura dos modelos 6S, contudo as linhas das antenas deixaram de ser tão visíveis. No que toca ao material, os iPhone 7 7 Plus são fabricados em alumínio da série 7000, tornando-os bastante resistentes - este é o primeiro smartphone da Apple criado para ser resistente à água e à poeira. Também o botão principal foi renovado, sendo agora ainda mais resistente e bastante sensível à pressão graças ao "Taptic Engine". Com ele chega um Touch ID mais sensível, fazendo com que seja mais rápido desbloquear o telefone.

No que toca à(s) câmara(s) há muitas novidades. A versão de 4,7 polegadas ganha Estabilizador Ótico de Imagem, algo apenas presente nas versões Plus do 66S. A maior abertura da câmara permite que o sensor receba mais 50% de luz do que o antecessor, sendo possível tirar melhores fotos em pouca luz (o flash foi melhorado e é 50% mais brilhante que o iPhone 6S).

Publicidade

De resto, o iPhone 7 vai continuar a gravar em 4K, em câmara lenta e continuará a ser possível capturar os melhores time-lapses. Já a câmara frontal passa a ter 7 megapíxeis, podendo captar selfies "mais nítidas e brilhantes", pode ler-se no site. Já o iPhone 7 Plus terá duas câmaras (ambas de 12 megapíxeis), sendo possível fazer zoom de maior e melhor qualidade e ainda tirar fotos com efeito de profundidade de campo (disponível brevemente). O novo ecrã Retina HD tem uma variedade de cores mais realistas e é 25% mais brilhante que o do equipamento apresentado em 2015. Como em equipa ganha não se mexe, também o 3D Touch continua na nova versão dos #Smartphones da Apple.

No que toca às especificações internas, a velocidade do processador do iPhone 7 torna-o duas vezes mais rápido que o iPhone 6, já na velocidade gráfica, o novo modelo é três vezes mais rápido que o apresentado em 2014. Também com o processador A10 Fusion, a bateria foi aumentada em duas horas em comparação com o iPhone 6S.

Publicidade

Já no armazenamento, confirma-se o rumor de que a Apple iria duplicar os valores: a nova gama chega ao mercado com 32GB, 128GB e 256GB de capacidade. O áudio foi também melhorado pois, graças às novas colunas estéreo, o novo modelo dará duas vezes mais som que o antecessor. A entrada dos fones desapareceu, passando a ser ligados através da entrada Lightning. Para os que são adeptos do conceito sem fios, a Apple apresentou os novos AirPods que estarão à venda em outubro por cerca de 160€.

Os novos iPhone 77 Plus vão chegar a Portugal, pela primeira vez, na primeira fase de vendas. Assim, e tal como nos Estados Unidos da América, os novos equipamentos podem ser pré-reservados a partir da próxima sexta-feira (dia 9 de setembro) às 8h01, chegando às lojas uma semana depois: a 16 de setembro. Em comparação ao preço de lançamento do 6S, o novo iPhone 7 será 20€ mais caro: a versão 32GB custa 779€, a de 128GB será de 889€ e a de 256GB tem um custo de 999€. Já a versão Plus teve um grande acréscimo de preço (de notar que o armazenamento interno já não é o mesmo): o novo iPhone 7 Plus custará 919€, 1029€ ou 1139€, conforme queira 32GB, 128GB ou 256GB de espaço. De realçar que a versão Preto Brilhante não estará disponível na versão de 32GB.