A revista Forbes divulgou ontem a lista das celebridades falecidas mais rentáveis de 2014. O lugar do pódio pertence ao incomparável Michael Jackson. Será que reconhece todos os nomes que nela figuram?

Michael Jackson, o eterno Rei da Pop, continua entre nós. Os fãs permanecem fiéis e a adoração não esmorece. Após a sua morte, que ocorreu em 2009, já foram lançados dois álbuns póstumos e o cantor chegou, inclusivamente, a subir ao palco dos Billboard Music Awards sob a forma de holograma. Michael continua a contagiar as pessoas com a sua voz única e imagem característica. O ícone da Pop surge no topo da lista das celebridades falecidas mais rentáveis de 2014, apresentando um lucro de 140 milhões de dólares.

Publicidade
Publicidade

Após Michael, surgem nomes familiares e igualmente inesquecíveis. Elvis Presley, também um Rei, mas neste caso do Rock, é a segunda celebridade a atingir lucros póstumos de referência. Os 55 milhões de dólares comprovam que o mundo ainda não o esqueceu.

O terceiro lugar pertence a Charles Schultz, com 40 milhões de dólares de lucro. É possível que não esteja familiarizado com este nome, mas de certeza que conhece Charlie Brown e Snoopy, os desenhos animados que acompanharam várias gerações de jovens ao longo dos anos.

A bela Elizabeth Taylor ocupa o quarto lugar da lista, com 25 milhões de dólares de lucros. A atriz continua a representar uma época de glamour e o seu nome não cairá no esquecimento tão cedo.

O cantor Bob Marley surge em quinto lugar, com 20 milhões de dólares.

Publicidade

As suas músicas continuam a ser ouvidas e apreciadas um pouco por todo o mundo. Se Michael Jackson foi o Rei da Pop e Elvis Presley o Rei do Rock, o título de Rei do Reggae pertence, indubitavelmente, a Bob Marley.

Marilyn Monroe, um dos maiores símbolos da indústria cinematográfica norte-americana, ocupa o sexto lugar da lista, apresentando 17 milhões de dólares de lucro. Quando se fala em Marilyn Monroe, é rara a pessoa que não é capaz de evocar o seu visual. E quem não conhece a interligação entre a atriz e o perfume Chanel nº 5?

John Lennon, o Beatle que acreditava na paz, é o sétimo nome da lista, com 12 milhões de dólares de lucro. Trinta e quatro anos após a sua morte, a música Imagine é reconhecida mundialmente como um hino à paz.

Albert Einstein é o oitavo nome da lista, com 11 milhões de dólares de lucro. Dificilmente haverá alguém no mundo que não conheça tanto o nome Einstein como a sua imagem. O trabalho de Einstein foi reconhecido com o Prémio Nobel da Física em 1921.

Publicidade

Em nono lugar surgem quatro nomes: Theodor Geisel, Bruce Lee, Steve McQueen e Bettie Page, com 9 milhões de dólares de lucro cada.

Theodor Geisel, mais conhecido como Dr. Seuss, escreveu inúmeras obras literárias, nomeadamente "How the Grinch Stole Christmas", "The Lorax"e "Horton Hears a Who". É de referir que muitas das suas obras literárias foram adaptadas para o cinema.

Bruce Lee continua a ser uma referência incontornável para os fãs das artes marciais.

Imortalizado pelos filmes de ação que protagonizou, Steve McQueen, ou o "King of Cool", continua a ser um ícone do cinema dos anos 60.

A imagem de marca da modelo norte-americana Bettie Page, considerada como a Rainha das Pin-ups, influenciou dezenas de artistas.

Por último, mas não menos importante, surge James Dean com 7 milhões de dólares de lucro. O ator norte-americano é considerado como a melhor personificação da rebeldia dos anos 50. O seu nome consta da lista dos maiores atores de todos os tempos do American Film Institute.

Esta lista vem comprovar o que já todos sabemos: a morte não é sinónimo de esquecimento e, apesar de já não estarem entre nós, estas celebridades marcaram, marcam e continuarão a marcar as nossas vidas de forma indelével. #Entretenimento #Famosos