Foi há um ano que tudo começou. Em Outubro de 2013, numa entrevista ao canal Bloomberg, Martha Stewart teceu um comentário sobre o site Goop de Gwyneth Paltrow, através do qual a actriz oferece dicas e conselhos na temática de lifestyle ("estilo de vida", em português).

"Nunca comi em casa de Gwyneth e nunca vi como ela vive. Se ela é autêntica, tanto melhor, e certamente espero que sim. Ela realmente quer fazer parte do negócio de lifestyle", constatou Marta Stewart, acabando por concluir, mais tarde na entrevista: "Penso que fui eu que comecei toda esta categoria de lifestyle".

Se na altura a entrevista passou quase despercebida, em setembro deste ano a apresentadora de 73 anos chamou mais a atenção, numa outra entrevista.

Publicidade
Publicidade

"Ela só tem de ficar quieta - ela é uma estrela do cinema", afirmou Martha Stewart na mais recente edição da revista Porter, referindo-se a Gwyneth Paltrow. "Se ela tivesse confiança no seu talento para a representação não precisava de tentar ser uma Martha Stewart", acrescentou ainda.

Ao Huffington Post, na mesma altura, a empresária norte-americana criticou ainda Blake Lively, uma outra actriz que lançou há pouco tempo um site relacionado com estilo de vida chamado Preserve, considerando ser "estúpido" que Lively quisesse ser como ela quando podia simplesmente ser actriz.

Foi instalada a controvérsia

No início de Outubro, Gwyneth Paltrow anunciou que a antiga presidente e CEO da empresa Martha Stewart Living, Lisa Gersh, tinha sido contratada como a nova CEO do site Goop. Não ficou claro se esta acção foi uma resposta directa às declarações de Martha Stewart, mas o timing indica que é possível que tenha sido.

Publicidade

Ainda antes disso, a 7 de Outubro, a actriz de 42 anos comentou directamente as críticas da apresentadora, numa entrevista aos meios de comunicação social aquando de um evento na Califórnia, Estados Unidos. "Jamais alguém tinha falado mal de mim antes disto, por isso estou chocada e devastada", disse Gwyneth Paltrow em tom sarcástico. "Honestamente, fico entusiasmada por ela nos ver como competição", disse ainda a actriz, acrescentando que nesta altura da sua vida não toma as críticas "de forma pessoal".

Mas há mais

Martha Stewart entretanto decidiu levar as suas críticas, agora num tom sardónico e humorístico, para as páginas da sua revista, a Martha Stewart Living. Mais concretamente, a apresentadora dedicou o título e o conteúdo de um artigo à forma de vida da família de Gwyneth Paltrow.

Na edição dedicada ao Dia de Acção de Graças, o artigo intitulado "Conscious Uncoupling", ("separação consciente", em português), é uma alusão directa ao termo que Paltrow utilizou para anunciar o divórcio, depois de dez anos de casamento com Chris Martin.

Publicidade

"Todas as mesas em Dia de Acção de Graças deveriam ser abençoadas com a presença de um par casado há algum tempo, que salienta o melhor que há um no outro e está completamente enamorado apesar das suas diferenças", pode-se ler na introdução do artigo de Martha Stewart, que poderá ser um indicador de que a disputa verbal ainda vai dar "pano para mangas". #Entretenimento #Famosos