De acordo com o jornal "Folha de S. Paulo", um dos mais recentes desenvolvimentos do escândalo proporcionado pela fuga de informações do estúdio Sony Pictures chega agora a público. Pelo filme norte-americano "American Hustle", de 2013, a actriz Jennifer Lawrence (vencedora do Globo de Ouro para Melhor Actriz Secundária pelo seu trabalho na obra) recebe menos do que os seus parceiros masculinos. Desde Novembro de 2014, quando hackers ainda por identificar acederam a dados sigilosos do estúdio de #Cinema norte-americano, que têm vindo a público não só filmes por estrear como troca de emails com informações prejudiciais para a imagem da Sony Pictures.

Publicidade
Publicidade

Num recente progresso do caso foi divulgado que a actriz recebe 7% dos lucros do filme enquanto que Christian Bale e Bradley Cooper ficam com 9%. Segundo o site "The Daily Beast", em Dezembro de 2013, Andrew Gumpert - presidente da Columbia Pictures, subsidiária da Sony que financiou o filme - enviou um email à vice-presidente da Sony Pictures, Amy Pascal: "Recebi uma chamada de Steve Warren/Gretchen Rush [advogados de Lawrence] a dizer que é injusto que os actores masculinos ganhem 9% dos lucros e Jennifer apenas 7%", escreveu.

Se os investigadores do caso apontaram como possível culpado o governo norte-coreano depois do lançamento do filme "The Interview" - em que a história evolve à volta da morte do líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, pela CIA (agência de investigação dos EUA) -, o mesmo já negou por completo as acusações e o próprio FBI (unidade de polícia norte-americana) admitiu não ter nenhuma prova concreta.

Publicidade

Depois de prejuízos monetários que podem chegar aos milhões por causa da divulgação de filmes por estrear (como "Fury", com Brad Pitt), chegaram os prejuízos de imagem - posteriores ao vazamento de emails internos entre Amy Pascal e o produtor Scott Rudin. Contendo ofensas à actriz Angelina Jolie e comentários racistas sobre o Presidente dos EUA, Barack Obama, estes emails levaram a pedidos de desculpa públicos por vários membros da Sony Pictures.

Em relação a este novo escândalo, não houve ainda comentários oficiais. Mas Amy Pascal respondeu na altura a Andrew Gumpert que Jennifer Lawrence ficava antes com apenas 5% dos lucros e que já subiu para os 7%. Resta saber se atingirá algum dia igualdade relativamente aos seus parceiros. Entretanto, os hackers, que se auto-intitulam "Guardians of Peace", revelaram ter um presente muito especial de Natal para a Sony. Que chegue 25 de Dezembro! #Entretenimento #Famosos