Na sequência do artigo "As séries nacionais que marcaram os últimos 20 anos (Parte I)", continuamos a (re)lembrar as grandes #Séries nacionais que marcaram os canais generalistas da #Televisão portuguesa. Produtos que ainda hoje são falados. Nas próximas linhas, viajamos novamente no tempo e recordamos assim produtos que não merecem ser esquecidos, pelos bons momentos que proporcionaram ao espectador. 

RTP

Nós os Ricos foi uma sitcom muito popular transmitida entre 1996-1999. Contava a história do rico e ganancioso Gilberto Felício de Nunes (Fernando Mendes), que morava com irmã Idalete (Rosa do Canto), com o sobrinho Nuno (Filipe Soares) e com o empregado (explorado) e amigo Pires (Carlos Areias).

Publicidade
Publicidade

Era frequente ter a visita da vizinha Carocha (Ana Zanatti). "Na primeira temporada habitava na Quinta da Marinha, na segunda, reside num andar com paisagem para a Expo 98. Quase todos os episódios contava com uma visita "especial".

SIC

Camilo e Filho foi uma brilhante sitcom com grandes níveis de audiência transmitida entre 1995 a 1996, e que foi adaptada da versão inglasa "Steptoe and Son" de Alan Simpson e Ray Galton. O pai Camilo Chumbinho (Camilo de Oliveira) e o filho Alberto Chumbinho (Nuno Melo) vivem numa casa humilde. Tentam sobreviver vendendo e trocando vários produtos. Tinham um cavalo. Camilo já se resignou a este estilo de vida até aos seus últimos dias, mas Alberto deseja um futuro melhor. Estas diferentes perspetivas geram vários conflitos entre os dois.

Publicidade

João Reis, Carla Andrino, António Feio, ou Artur Agostinho foram algumas das várias "caras" que fizeram uma "perninha" neste formato.

TVI

Super Pai, quem não se recorda? Inspirado na versão espanhola, a série transmitida entre 2000 e 2002, com vários momentos de humor teve grande sucesso. Luís Esparteiro interpretava Vasco Figueiredo, um viúvo, que tinha um grande amor pelas 3 filhas: Clarinha (Filipa Maló Franco), Maria do Carmo (Sofia Arruda) e Camila (Madalena Brandão). Tinha um empregada, a sensível Isabel (Susana Faleiro). O solteirão Joca (João Didelet) era o seu grande amigo e contava ainda com a cunhada Dulce (Luísa Paramês), também esta solteira e que achava que as sobrinhas deviam ter uma educação mais rígida.

Sem dar por isso, Vasco tinha capacidade para seduzir as mulheres. Profissionalmente Vasco Figueiredo era um homem bem-sucedido. Liderava um importante armazém de roupa feminina. Na empresa lida com a competente Luísa (Sofia Marques) e com o jovem, preguiçoso e com tendência para grandes confusões, Rui (Rodrigo Saraiva), filho de um antigo sócio de Vasco, e que só por isso mesmo mantinha o seu emprego. #Entretenimento