O que fez Ronaldo para irritar tanta gente? Basicamente, nada. Ou tudo, segundo a opinião de alguns madrilenos. Depois da derrota do Real Madrid, por 4-0, frente ao Atlético de Madrid, os adeptos ferrenhos da primeira equipa ficaram aborrecidos. Mas a irritação em relação a Cristiano Ronaldo (que joga pelo Real) só chegou quando o português teve a ousadia de se divertir na sua festa de aniversário, que aconteceu no mesmo dia do jogo.

Para comemorar os 30 anos Ronaldo não poupou em nada e organizou uma festa de grande dimensão para os 150 convidados presentes. O espaço de eventos IN Zalacain, nos arredores de Madrid, foi o local que o jogador escolheu para celebrar o começo de uma nova década e, para além do próprio, as atenções recaíram sobre Kevin Roldán.

Publicidade
Publicidade

O cantor colombiano de 21 anos tem Ronaldo como fã. O futebolista não só o convidou para cantar durante a festa, como se juntou a ele no palco para o acompanhar numa das músicas.

Até agora tudo parecia positivo - um fim de namoro e uma suspensão por má conduta depois e Ronaldo tem o direito de se divertir. Mas parece que em privado, aparentemente. Mal fotografias e vídeos com expressões de alegria no rosto de Ronaldo foram divulgadas ao público espanhol começaram as críticas. O jogador mostrou-se demasiado feliz para quem tinha acabado de sofrer uma derrota humilhante; e, em vez de se encontrar cabisbaixo, como seria de esperar pelos madrilenos, o madeirense esqueceu por momentos a vida profissional e festejou. O que provocou a ira de muita gente. E pelo que se sabe, dos seus colegas de equipa também; todo o plantel foi convidado, mas apenas Marcelo, Pepe, James, Keylor Navas, Fábio Coentrão, Khedira e Modric compareceram, segundo algumas publicações.

Publicidade

Não foi confirmado se os seus colegas terão faltado por essa razão, mas há muita gente irritada. Tanto que Jorge Mendes, amigo e agente do jogador, se viu forçado a defender Cristiano durante presença na rádio Cadena SER: "Ele sentia-se muito zangado (…). A festa já estava organizada há mais de um mês e tinha família a vir do estrangeiro. Ele não quis cancelar por respeito às pessoas (...). É inadmissível que alguém aproveite (...). O Ronaldo estava devastado depois da derrota, foram os colegas que passaram horas a animá-lo", afirmou. Será que os madrilenos conseguirão perdoar o jogador por esta "indiscrição"? #Famosos