Jon Stewart anunciou a sua retirada do programa que apresentou durante anos (desde 1999), o "The Daily Show", na passada terça-feira, 10 de Fevereiro. Saída igualmente confirmada pelo canal Comedy Central, onde o programa é transmitido. Mas ao confirmar a saída foi também revelado que o programa irá continuar, o que significa que é necessário encontrar agora um substituto para Stewart. Quem será?

As apostas são muitas - e a pressão também. Falamos aqui tanto de um programa satírico como de um apresentador que marcaram toda uma geração. "The Daily Show" transformou a forma como os espectadores passaram a ver as notícias, através da sua desconstrução burlesca e acutilante por parte do brilhante Jon Stewart, cuja opinião tem vindo a moldar e a influenciar decisões políticas nos Estados Unidos desde há muito tempo.

Publicidade
Publicidade

Portanto, o seu substituto tem uma grande responsabilidade pela frente.

Os nomes têm aparecido, mas é de concluir quase com certeza que o seu sucessor virá de dentro do canal Comedy Central e que poderá ser muito provavelmente algum dos comediantes que o programa tem visto e criado ao longo das suas várias temporadas. Stephen Colbert e John Oliver seriam escolhas óbvias, se ambos não tivessem já os seus próprios programas. Oliver chegou a apresentar o "The Daily Show" enquanto Jon Stewart filmava o seu mais recente filme e foi aclamado, mas o seu representante já afirmou ao "The Post": "Ele tem um trabalho óptimo e está muito feliz na [estação televisiva] HBO".

Indo então por outro caminho, as especulações viram-se para um dos muitos correspondentes do "The Daily Show": Samantha Bee, Jason Jones e a mais recente Jessica Williams.

Publicidade

Fazendo parte da equipa de Stewart há anos, Samantha Bee ou Jason Jones parecem escolhas mais óbvias. Mas Robert Thompson, professor universitário especialista em media, considera que Jessica Williams seria a escolha acertada: "Ela é esperta, boa actriz, um pouco diferente do estilo de Jon Stewart durante 16 anos... Penso que ela poderia fazer algo interessante, trazer coisas novas ao programa". Mas seja qual for a escolha entre estes nomes, para Thompson é claro que o sucessor deverá vir de dentro: "Os fãs do programa são tão fiéis (...) que se o substituto já fizer parte da família é meio caminho andado", concluiu, em declarações ao "The Post".

Em 2010 Stewart afirmou que esperava que o "The Daily Show" acabasse com a sua saída, mas a presidente da Comedy Central, Michele Ganeless, não só já confirmou que o mesmo não irá acontecer, como uma fonte do canal revelou que "Jon tem muito interesse em deixar o programa em boas mãos". Mas, por enquanto, o mesmo não apontou ainda um sucessor e está ainda também por determinar se irá manter algum papel no programa num futuro a longo prazo, sendo que pelo menos até ao final deste ano irá continuar nos comandos.

Publicidade

Outras personalidades que têm aparecido como uma possibilidade válida são Seth Meyers, Bill Maher ou Joel McHale - todos comediantes com um estilo muito próprio. Resta então esperar ansiosamente pela revelação do herdeiro/a, sendo que é de prever que a escolha do sucessor tenha influência nas eleições presidenciais de 2016. Assim como Stewart influenciou a opinião pública durante várias eleições dos Estados Unidos, o seu substituto, a ser digno, irá também contribuir para a decisão de muitos americanos sobre quem deverá ser o próximo líder da nação. Pessoalmente sou por uma mulher para substituta, mais especificamente Samantha Bee. A ver se Jon concorda comigo. #Famosos #Televisão