Eddie Redmayne foi um dos vencedores da noite de domingo dos Óscares de 2015. Após ganhar o Óscar de Melhor Ator por interpretar o famoso astrofísico em "A Teoria de Tudo", Stephen Hawking escreveu uma mensagem na sua página no Facebook para o ator. Na mesma podia ler-se: "Parabéns a Eddie Redmayne por teres ganho um Óscar por me interpretares no filme 'A Teoria de Tudo'. Muito bem Eddie. Estou muito orgulhoso de ti. -SH".

O astrofísico paralisado já tinha elogiado a atuação do ator britânico Eddie Redmayne após a estreia do filme, dizendo que por várias vezes durante o filme pensava que era o próprio que estava no ecrã.

Publicidade
Publicidade

Durante o seu discurso, Redmayne, dedicou o prémio às pessoas que, como Stephen Hawking, sofrem da doença de Lou Gehrig. Também devido a este papel, o ator de 33 anos já ganhou o Globo de Ouro de melhor ator.

A esclerose lateral amiotrófica (ELA), também conhecida como doença de Lou Gehrig, é uma doença neurológica progressiva e fatal. Devido à mesma, os neurónios que controlam os músculos voluntários (neurónios motores) degeneram, criando uma fraqueza ou atrofia que ao longo do tempo se espalha por todo o corpo. Os pacientes desta doença começam a ter dificuldade para se movimentar, engolir e falar. O nome "doença de Lou Gehrig" deve-se a um jogador de basebol americano que desenvolveu a doença em 1939 com apenas 36 anos. Normalmente os pacientes desta doença são pessoas entre os 40 a 60 anos de idade, de todas as raças e etnias.

Publicidade

"A Teoria de Tudo", conta a história de Stephen Hawking e da sua primeira esposa Jane Hawking, com quem viveu 30 anos e teve três filhos. É um filme dramático e emotivo que relata como o jovem cientista (Eddie Redmayne) fez importantes descobertas sobre o tempo, a sua relação amorosa com a aluna de Cambridge Jane Wide (Felicity Jones), e a forma como descobriu que tinha uma doença degenerativa quando tinha apenas 21 anos. Realizado por James Marsh, o filme é inspirado na obra biográfica "Travelling to Infinity: My Life with Stephen", onde Jane Wilde Hawking, primeira mulher do astrofísico, descreve os anos ao seu lado. #Famosos #Filmes #Cinema