A nova aposta na ficção nacional da Plural e da TVI estreou na noite deste domingo, 15 de Março, com um elenco recheado de figuras conhecidas dos espectadores como Rita Ribeiro, Lourenço Ortigão, Alexandra Lencastre, Pedro Lima ou Paulo Pires, entre muitos outros. "A Única Mulher" é uma grande produção que junta as realidades angolanas e portuguesas e que, segundo o canal de Queluz "vai contar com ritmos africanos muito quentes" e "com temas que tomam hoje conta da realidade" das sociedades daqueles dois países. O racismo, o preconceito, a emigração, as dificuldades económicas e a história de um grande amor impossível, são alguns dos problemas que irão afectar o quotidiano na novela.

Publicidade
Publicidade

O genérico da nova aposta da TVI surge com a música de Anselmo Ralph e a gravação dividiu-se entre os dois continentes, tendo vários actores permanecido durante semanas em Angola. Uma comitiva constituída por 17 actores, acompanhados por uma equipa de 21 portugueses e 40 angolanos que estiveram envolvidos nas gravações, em três províncias diferentes. Em Portugal as gravações decorrem nos estúdios da Plural, na Quinta dos Melos, em Bucelas.

Depois da estreia em Portugal, a "A Única Mulher" será emitida num exclusivo do canal DStv 1, em Angola, onde está a despertar um grande interesse. O par romântico da novela, formado pelos actores Ana Sofia Martins (Mara) e Lourenço Ortigão (Luís Miguel) tendo sido capas de algumas revistas angolanas. A história aborda o colapso de um grande banco nacional que desencadeia o (re)encontro de duas realidades, assim como o conflito entre duas famílias.

Publicidade

No primeiro episódio, Luís Miguel (Lourenço Ortigão), um jovem engenheiro, emigrou para Angola, virando as costas à sua família tradicional e conservadora, que estava a ser afectada pela crise. O seu pai (José Wallenstein) é dono de uma construtora nacional, em risco de falência, e a sua mãe (Alexandra Lencastre) espera sair rica de um casamento desfeito. Em terras angolanas o jovem engenheiro acaba por conhecer a enfermeira que o salva de morte certa (Ana Sofia Martins). Como se costuma dizer, o mundo é pequeno, e o pai da enfermeira Mara é um importante empresário angolano com investimentos em Portugal, sendo o principal cliente da construtora do pai de Luís Miguel. Rita Pereira interpreta o papel de Luena, filha de retornados que perderam tudo o que tinham com a independência de Angola. Daí que ela queira recuperar o património da família. #Televisão