A edição portuguesa do conhecido programa Shark Tank, a ser transmitido na SIC, não está a começar bem. Num dos últimos programas, Simone Fragoso, atleta paraolímpica portuguesa, apresentou o seu projeto, pouco inovador, diga-se, de produção de toucas personalizadas e toalhas para piscina. Utilizando o argumento de que parte do dinheiro resultante do negócio serviria para financiar a sua preparação para os próximos Jogos Olímpicos, Simone Fragoso conseguiu convencer todos os "tubarões" a investir na empresa Sigura-te Simone. Recentemente, e apenas alguns dias após o programa ir para o ar, surgiram notícias de que a nadadora mentiu ao investidores, ocultando o facto de estar suspensa por ter falhado um controlo anti-doping.

Publicidade
Publicidade

Simone Fragoso rapidamente veio a público desmentir a suspensão, afirmando que o processo de suspensão está encerrado. "Se estivesse suspensa, acham que teria ido ao programa pedir dinheiro aos tubarões?", disse a atleta. Confirmou a existência de um processo instaurado pela Autoridade de Antidopagem de Portugal, mas que a pedido dos seus advogados, a suspensão de 1 ano retroagia a 23 de Fevereiro de 2014, terminando, portanto, a 23 de Fevereiro de 2015.

Não obstante, o Sporting, clube a que Simone está ligada, confirmou a existência da suspensão, e o Comité Paraolímpico de Portugal afirmou, oficialmente, que Simone Fragoso se encontra fora do Programa de Preparação Rio 2016. Toda esta situação fez com que Mário Ferreira, empresário e dono da Douro Azul, tivesse optado por retirar o seu investimento, conforme deu conta em comunicado divulgado hoje, dia 10 de Abril.

Publicidade

No mesmo comunicado pode ler-se: "entendi não avançar com a minha participação na empresa (...) por ter sido defraudada a relação de confiança". Mário Ferreira afirma ainda que foram ignorados valores como a honestidade. O empresário conclui que recebeu a confirmação da parte do Comité Olímpico de que Simone Fragoso não está inscrita no lista dos atletas para os jogos Rio 2016 e que a atleta defraudou o investidor ao ocultar informação relevante. #Televisão