Considerado um dos grandes ícones da geração do Woodstock, a cantora canadiana Joni Mitchell está internada desde ontem, terça-feira, num hospital em Los Angeles. Mitchell foi encontrada inconsciente em sua casa, segundo foi divulgado num comunicado na rede social Twitter. De acordo com a mesma mensagem, ainda não havia qualquer informação sobre o seu estado de saúde, mas assim que esses dados estiverem disponíveis, serão divulgadas ao público e fãs da cantora e compositora que estava "acordada e bem disposta".

Tudo aconteceu por volta das 14h30 locais, segundo avançou o site TMZ. A emergência foi chamada à residência da artista, em Los Angeles, Estados Unidos, tendo-a já encontrada sem consciência. Foi já na ambulância que a cantora acabou por recuperar a consciência, já em direcção ao hospital, onde permanece nos cuidados intensivos, depois de já ter sido submetida a vários exames. No mesmo comunicado avançado pela equipa da cantora que recebeu oito Grammy's, é ainda deixado um apelo: acendam uma vela e cantem uma canção.

Recorde-se que em Dezembro passado, a autora de sucessos como "The Circle Game", "Big Yellow Taxi" ou "Help me", numa entrevista à Revista Billboard, revelou que sofria de uma grave e rara doença de pele que a impedia de actuar. Trata-se do síndrome de Morgellons, uma patologia que descreveu como "estranha e incurável que parece vir de outro planeta". Na mesma conversa, a cantora de 71 anos defendeu ainda existir falta de conhecimento na América relativamente a esta doença, acrescentando que os médicos mandam os pacientes consultar um psiquiatra. A doença de Morgellons caracteriza-se por uma variedade de sintomas na pele, nomeadamente formigueiro, mordeduras e sensações de ferrões.

A confusão com a área da psiquiatria é típica uma vez que, e de acordo com o que foi avançado pela chefe de pediatria da Universidade Estadual de Oklahoma Medical Center, Rhonda Casey, os doentes apresentam sintomas neurológicos, como dificuldade em andar e controlar o pé e flacidez na boca quando se fala. Por toda esta condição, Joni Mitchell, nome artístico de Roberta Joan Anderson, olhou para a continuidade no mundo da #Música como algo muito complicado de assumir. Resta a herança que esta artista canadiana nos deixa, nunca esquecendo o facto de esta ter sido já considerada a 75.ª melhor guitarrista de todos os tempos pela revista norte-americana Rolling Stone.

#Famosos