Habituamo-nos a vê-la no grande ecrã a desempenhar a sua profissão de actriz com mestria e sabedoria, mas a escassez de trabalhos e a falta de pagamento de outros projectos levaram Florbela Queiroz a recorrer à sua página no Facebook para fazer um apelo. Alegando que não conseguirá cumprir as suas obrigações a partir do mês de Maio, a actriz pediu a ajuda monetária de todos aqueles que estiverem disponíveis para ajudá-la a ultrapassar este período mais complicado da sua vida. "Pedir não é vergonha", acrescentou a actriz no referido post em que pede a ajuda de todos, com "um euro ou menos", para que consiga cumprir as suas obrigações, tal como tem feito até agora, deixando o seu NIB para que lhe possam ser feitas transferências.

Publicidade
Publicidade

A vida de Florbela Queiroz não tem sido fácil. Além da falta de convites de trabalho, a actriz ficou ainda sem a sua casa na Parede e teve de lutar para a reaver, já que estava nas mãos do seu filho. Quando conseguiu ter novamente o seu lar, encontrou-o destruído. Numa entrevista ao FLASH!Vidas, a actriz descreveu este momento da sua vida: "Tens um paraíso e um dia abres a porta e estás na Faixa de Gaza, na zona que foi bombardeada", partilhou, descrevendo assim a relação tumultuosa que mantém com o filho.

Na altura em que ganhou o processo em tribunal de violência doméstica contra o filho e a nora, a actriz, de 71 anos, contou com o apoio de colegas de profissão, que lançaram a campanha "Pôr em ordem a casa da Florbela". O objectivo consiste em juntar uma série de apoios, nomeadamente de empresas de mobiliário, construção, decoração e jardinagem que, de forma totalmente voluntária e gratuita, possam dar o seu contributo para que a actriz possa viver de uma forma minimamente digna para qualquer ser humano.

Publicidade

Alguns nomes bem conhecidos como Vanessa Oliveira, Ruy de Carvalho, Helena Isabel ou Fernando Correia Marques dão a cara por esta iniciativa que terminou no passado dia 31 de Março.

Celebrizando-se como actriz de teatro, televisão e cinema, Florbela Queiroz entrou, por exemplo, na famosa série de humor realizada por Nicolau Breyner e transmitida pela RTP entre 1994 e 1997, "A mulher do senhor ministro", onde desempenhava o papel de Bernadete. #Famosos