Depois de sete meses vigiado ao segundo numa clínica de reabilitação, José Carlos Pereira deverá sair dentro de dias para o mundo "cá fora". O ator, de 36 anos, estava a passar por uma fase preocupante de consumo exacerbado de álcool e drogas, algo que terá motivado novo internamento e regras mais apertadas para evitar recaída. A mãe é o reflexo do empenho em curar Zeca. Celeste Castilho promete não largar o filho e parece ser ela quem está a gerir o regresso à televisão.

A imagem de José Carlos Pereira está muito valorizada, não só porque o nome do ator é diariamente motivo de conversa, mas também porque há algum tempo que está afastado dos ecrãs e isso é sempre uma mais-valia na hora do regresso.

Publicidade
Publicidade

O problema é que os 7000 euros oferecidos pela TVI podem não ser suficientes para que Zeca volte às novelas.

O mundo dos #Famosos é muitas vezes sinónimo de excessos e de desvios comportamentais. No passado já houve exemplos disso: os casos de Angélico, Francisco Adam e, o mais recente, Rodrigo Menezes. Todos estes atores partiram de forma prematura, fruto das facilidades que o mundo da fama lhe concede. A mãe de Zeca receia que, ao protagonizar uma novela, o ator se volte a envolver com o álcool e com as drogas. O medo de mais uma recaída está a fazer com que Celeste Castilho se mostre renitente.

O desporto e as consultas médicas regulares são, para já, duas das condições impostas pela mãe a Zeca. O ator está bem, estável e com muita vontade de sair da clínica. Cá fora terá muitos amigos à espera e muitos deles já manifestaram total solidariedade e apoio ao amigo.

Publicidade

Alexandra Lencastre foi uma das vozes que se levantou para elogiar Zeca e para garantir que o ator vai levantar-se depois deste "percalço".

A ex-namorada, Liliana Aguiar, também atestou a boa disposição de Zeca e garantiu que o ator está "confiante que é desta que vai ultrapassar o vício". A empresária de 34 anos diz já ter visitado José Carlos Pereira na clínica e afirmou ainda que fala regularmente com ele ao telefone. Pediu privacidade para o momento da saída e para a readaptação de Zeca à realidade.