Dinwallets, FFAN Club e Seeklab foram as empresas que durante o episódio deste sábado conseguiram o investimento dos tubarões. No entanto, nem só de #Negócios bem-sucedidos se fez o programa. Marco Freitas, Fernando e Abílio Basílio e ainda Manuel Arrobas não conseguiram os investimentos que procuravam e por isso voltaram para casa sem nada. Saiba tudo aqui.

Egídio Alves

À semelhança do que aconteceu na semana passada, este sábado voltamos a ter no tanque uma marca de calçado. Egídio Alves, detida por Marco Freitas, é uma marca de calçado de luxo comercializada em Portugal e alguns países estrangeiros. Marco Ferreira pediu 10 000€ por 10% das sua empresa, o que quer dizer que ele avaliou a empresa em 1 milhão de euros.

Publicidade
Publicidade

Esta avaliação foi tida como demasiado alta para os resultados apresentados, levando a maioria dos investidores a retirar-se. Sobrou João Koehler que ofereceu 200 000 por 50% da empresa. Após uma longa chamada, Marco Freitas acabou por declinar a oferta, alegando que não estava disponível para prescindir da maioria da empresa.

Casotas para cães

O programa prosseguiu com os irmãos gémeos Fernando e Abílio Basílio. Fernando e Abílio procuraram junto dos tubarões apoio para dar forma a uma nova geração de casotas para cães. A ideia é um hobby antigo dos irmãos, o que rapidamente se confirmou pela sua falta de preparação. Fernando e Abílio não tinham empresa constituída, stock ou vendas que justificassem o valor em que avaliaram o seu negócio. Pediram 50 000€ por 15% da empresa, proposta que não interessou a nenhum dos tubarões e as negociações deram-se por encerradas muito rapidamente.

Publicidade

Eggcelent

O último a mergulhar no tanque foi Manuel Arrobas. Apaixonado por ovos, Manuel criou um restaurante onde o ingrediente rei é ovo. Convidou os tubarões a participar nesta aventura, pedindo-lhes, para isso, 100 000€ e oferecendo em troca 20% da sua empresa. Se as omeletes conquistaram o paladar dos tubarões, o mesmo não se pode dizer dos números, e os tubarões, uns após os outros, foram negando o convite para investir nesta empresa.

Até ao momento foram investidos 870 000€ pelos tubarões. João Koehler continua a ser o tubarão com mais dinheiro investido, no entanto, é Tim Vieira quem está envolvido em mais projectos. Miguel Ribeiro Ferreira, por sua vez, continua a ser o tubarão com menos dinheiro investido.