Sábado foi, como já começa a ser habitual, noite de Shark Tank. Pelo programa passaram 10 empreendedores com 6 propostas de negócio, no entanto apenas 3 ouviram um "sim" dos tubarões. Numa noite em que todos os tubarões investiram algum montante, o total de investimento perfez os 122 000 €. Saiba como e por quem foi repartido este dinheiro.

OF Produções

Os irmãos Ossman e Faraz Harilal foram os primeiros a mergulhar no tanque. Ossman e Faraz são os detentores de uma empresa de serviços de animação que tem crescido a bom ritmo. Foram ao Shark Tank pedir 40 mil euros em troca de 10% da sua empresa. No entanto, mais à frente no seu discurso, percebe-se que, mais do que dinheiro, procuravam os contactos certos.

Publicidade
Publicidade

Embora reconhecessem o mérito dos dois empreendedores, nenhum tubarão quis investir neste negócio. Os motivos foram essencialmente dois: valorização demasiado alta ou falta de conhecimento na área de negócio dos irmãos Harilal.

Bio Poli

Ana Malta e Hugo Moreira foram os empreendedores que se seguiram. O casal de designers do Fundão criou um copo reutilizável e biodegrável, com vista a reduzir a poluição causada por este material nos festivais de música. Para seguir com esta ideia pediram aos tubarões 20 000€, em troca dos quais ofereceram 20% da empresa por eles entretanto criada. Mário e Miguel Ferreira puseram-se de imediato de parte, contudo a ideia agradou a Susana Sequeira, que lhes começou por oferecer 20 000€ em troca de 30% da empresa. No entanto, e como Tim Vieira se quis juntar a ela, este valor subiu para 50 000€ por 50% da empresa.

Publicidade

Mas faltava ainda ouvir João Koehler, que também tinha intenções de fazer parte deste negócio. Havia assim duas propostas na mesa: 50 000 €, 2 tubarões (a Susana e o Tim) por 50% da empresa; ou então, 40 000€, 3 tubarões (Susana, Tim e João) pelos mesmos 50%. No final, Ana e Hugo optaram por trabalhar com os 3 tubarões e amealhar menos dinheiro para o seu negócio.

Novintegral

Nuno Melo apresentou aos tubarões o seu novo produto/ serviço, o Standbag. Com o Standbag, Nuno pretende facilitar o aluguer de stands através da Internet, bem como reduzir os custos deste aluguer. Para integrar este projecto, os tubarões deveriam investir 150 000€, em troca dos quais recebiam 10% da empresa de Nuno. A ideia não desagradou por completo aos tubarões, no entanto a valorização e as explicações que Nuno Melo deu no desenrolar das negociações não pareceram muito claras aos investidores. No final, apenas Tim Vieira tinha uma proposta para Nuno. 150 000€ por 100% da Novintegral e do Standbang, com a condição de Nuno ser afastado da empresa. Nuno declinou a proposta.

O primeiro investimento da noite estava feito. Qual será o destino dos restantes 82 000€ investidos pelos tubarões no passado sábado? Saiba tudo no próximo artigo. #Televisão