O popular apresentador inglês protagonizou, no mês passado, uma agressão física a um dos produtores de "Top Gear". Jeremy Clarkson foi então afastado do programa e a BBC, depois de proceder a uma investigação do incidente, decidiu que não renovaria o contrato do apresentador. Os fãs do programa e do apresentador ficaram muito revoltados com esta decisão e fizeram protestos para pedir a readmissão de Clarkson. No entanto, a estação de televisão considerou que a atitude do apresentador ultrapassou todos os limites e por isso a sua demissão era irreversível.

Um mês depois do seu afastamento da BBC, Jeremy Clarkson falou pela primeira vez sobre o episódio que ditou o fim do seu percurso como apresentador do popular programa de automóveis.

Publicidade
Publicidade

Num artigo que escreveu e que foi publicado este Domingo, dia 19 de Abril, no "Sunday Times", o apresentador explicou quais os motivos que o fizeram perder a razão e agredir Oisin Tymon. Dois dias antes, o seu médico tinha-lhe comunicado que poderia ter cancro, mas que eram necessários mais exames para confirmar ou não as suspeitas.

Jeremy, ao invés de se submeter aos exames o mais rápido possível, preferiu refugiar-se no trabalho, que colocava acima de tudo e terá sido a ansiedade e o stress motivados pela notícia que acabara de receber que espoletaram uma atitude violenta por parte do apresentador. Ele escreveu que, no dia da agressão, estava a viver o dia mais stressante em 27 anos de trabalho na BBC. Mais tarde, Jeremy Clarkson ficou a saber que estava bem e que as suspeitas da doença não se confirmaram.

Publicidade

Contudo, o mal já estava feito e a BBC já tinha decidido afastá-lo.

Clarkson apontou ainda outros motivos que o fizeram andar desnorteado e levar ao ponto a que chegou, nomeadamente o seu divórcio e a morte da mãe. Jeremy Clarkson é uma figura polémica, considerada por muitos arrogante, que ofendia muitas vezes com as piadas que fazia durante o programa, chegando mesmo a estar envolvido em polémicas com políticos, grupos de proprietários de automóveis e não só. Apesar do que aconteceu, o apresentador não descarta a hipótese de voltar a ter um programa sobre automóveis. #Famosos #Televisão #Automobilismo