"Contra mim tive tudo e mais alguma coisa, mas finalmente terminou! Ontem (6 de Maio) foi a leitura da sentença e fui absolvida desse crime horrendo de que fui acusada", assim se ficou a saber que Romana não terá que pagar 5 mil euros a Jorge Peixeiro, o agente da PSP que sempre afirmou ter sido vítima de tentativa de atropelamento.

Os dois estiveram frente a frente no tribunal de Oeiras e sempre defenderam versões opostas. Romana sempre se declarou inocente, Jorge Peixeiro nunca hesitou em acusar a cantora de o tentar atropelar. O caso andou mais de um ano na barra do tribunal e, nas alegações finais, Romana foi directa ao reiterar que o polícia simulou a situação de um atropelamento só para conseguir dinheiro.

Publicidade
Publicidade

A cantora sempre assumiu que a palavra de um agente da autoridade vale mais do que a de um cidadão comum, mas, desta vez, nada ficou provado.

Romana relembrou que a palavra de um agente da autoridade está protegida por lei, o que dificulta a defesa dos acusados. A cantora confessou que só conseguiu arrolar uma testemunha de defesa no processo, ao contrário do queixoso. À saída das várias sessões de julgamento, Romana explicava aos jornalistas, com ar tranquilo e feliz, que não tinha atropelado ninguém e que estava de "consciência tranquila". Confiante de que nada iria ficar provado, Romana livrou-se de um processo que incluiu os crimes de resistência, coação e injúria agravada.

Sem fonte de rendimento há meses, Romana sempre disse que não tinha como pagar a indemnização pedida pelo agente da PSP, que se sentiu lesado aquando do suposto atropelamento: "Chamou-me incompetente e disse que nós, polícias, andávamos a roubar a malta.

Publicidade

A senhora estava muito descontrolada". Romana não terá gostado da abordagem do PSP e, segundo o agente, "fez marcha-atrás com o carro" e tentou consumar o atropelamento.

O juiz do tribunal de Oeiras decidiu mandar arquivar o caso por falta de provas, o mesmo é dizer que Romana foi absolvida. Jorge Peixeiro sai do processo de mãos a abanar, mesmo tendo testemunhas a seu favor e sendo um agente de autoridade. #Famosos