São más notícias para os fãs da série "CSI: Crime Sob Investigação". Após 15 anos em exibição na televisão, a série de culto da CBS não será renovada. A série criminal que ganhou seguidores em todo o mundo ficou de fora da lista das renovações da estação norte-americana para a temporada 2015/2016.

Contudo, a imprensa especializada especula já que poderá estar a ser preparado um telefilme de duas horas para acabar definitivamente com a série, ou, então, uma última temporada mais curta, com cerca de seis episódios. Isto porque a última temporada terminou com uma das personagens principais, Julie Finlay (Elizabeth Sue), a sair de um coma nos últimos segundos do episódio intitulado "O Jogo Final" (no original "The End Game").

Publicidade
Publicidade

Em cima da mesa parece também estar a ideia de fazer dois episódios em que William Petersen, protagonista inicial, voltaria a aparecer para uma participação especial.

Uma das causas avançadas pela imprensa para o cancelamento desta série, com mais de 300 episódios, é o elevado custo de produção, embora o programa mantenha um público fiel e assíduo. Criada em 2000 por Anthony E. Zuiker, depressa se percebeu que este seria um modelo vencedor, tornando-se mesmo num dos mais bem-sucedidos franchises da ficção televisiva. Após o reconhecimento do público, e dado o elevado número de seguidores, a série principal inspirou três spin-off: "CSI Miami", "CSI Nova Iorque" e, o mais recente, "CSI Cyber".

Os rumores vinham já a ser falados desde o início do ano, confirmando-se esta terça-feira o cancelamento da série, depois de "CSI Miami" e "CSI Nova Iorque" terem também já sido canceladas.

Publicidade

a mais recente aposta, "CSI Cyber", protagonizada pela atriz Patricia Arquette, está na lista de renovações da CBS, onde constam também as #Séries "The Good Wife", "Hawai Força Especial", "Investigação Criminal", "Investigação Criminal Los Angeles", "Elementar", "Sob Suspeita", "Blue Bloods" ou "Mentes Criminosas".

"CSI: Crime Sob Investigação" está em exibição em Portugal na SIC e no AXN. #Televisão