Kurt Cobain morreu com apenas 27 anos, depois de alegadamente se ter suicidado. Mas, apesar de a autópsia que confirma aquele fim de vida, bem como a respectiva nota que o cantor terá deixado - visível no site com o endereço Kurtcobainssuicidenote -, Courney Love, sua ex-mulher, continua a ser, há mais de duas décadas, encarada como responsável pelo desaparecimento do intérprete de temas como Smells Like a Teen Spirit ou Come As You Are.

O documentário Soaked in Bleach, cujo trailer já está disponível, é a mais recente obra sobre Cobain e aborda a possibilidade de ter sido vítima de Love, cujo papel é representado por Sarah Scott, produtora e actriz do conceituado O Artista, além de curtas presenças em séries de prestígio como Ossos, Castle e Sangue Fresco.

Publicidade
Publicidade

Tyler Bryan, que protagonizou Medo Profundo, foi escolhido para "vestir a pele" de Kurt Cobain, enquanto Daniel Roebuk, que também integrou o elenco de Castle, é Tom Grant, detective contratado por Love, num filme realizado por Benjamim Statler com estreia marcada para Junho.

A vida e a morte de Cobain tem sido documentada no #Cinema desde 1998, com Kurt e Courtney como primeiro título, surgindo outras obras em 2005 e 2006. No último mês, estreou Montage of Heck, que foi oficialmente autorizado, e onde Frances Bean Cobain, filha do célebre casal, surge como produtora executiva.

A maldição dos 27 anos

A morte de Kurt Kobain está, também, associada à célebre Maldição dos 27 Anos, que tem "afectado" celebridades como Brian Jones, ex-membro dos Rolling Stones, Jimi Hendrix, ex-líder dos Doors, Janis Joplis, enquanto Amy Winehouse foi a última artista a reforçar esta lista.

Publicidade

Milhões à vista

A revista Forbes chegou a considerar, em 2006, Kurt Cobain como o artista mais rentável, entre aqueles que já faleceram, ultrapassando, inclusive, o lendário Elvis Presley. Os ganhos atingiram os 40 milhões de euros, surgindo Courtney Love como principal... beneficiária.

Love continua, entretanto, a carreira como cantora e actriz, integrando, recentemente, os elencos das prestigiadas séries Revenge e Empire. Nesta última referência, representa Ellen Dallas, cantora conceituada em declínio de carreira, que se tornou toxicodependente. #Música