Se pensaram que a entrevista ao 'O Estúpido' tinha ficado por aquelas 3 simples perguntas, estão muito enganados. A primeira parte serviu apenas para abrir o apetite (esperemos que não tenha sido ao Daniel) e seguem agora mais umas quantas perguntas de carácter muito impróprio e sem qualquer nexo e coerência. Obrigado!

P: És um benfiquista confesso. Qual consideras ser o pior jogador que já passou pelo Benfica? Achas que fazias melhor que ele?

R: Esta é difícil. Difícil ao ponto de eu ser obrigado a dar-te, em vez disso, o meu pior onze da história do Benfica. Bossio, Luís Filipe, Edcarlos, Paulo Madeira, Emerson. Balboa, Michael Thomas, Paulo Almeida, Laurent Robert.

Publicidade
Publicidade

Keirrison e Delibasic. Menções honrosas para Roberto, Everson, Bynia e Fernando Aguiar, que teriam certamente um lugar no banco. Fazia melhor do que qualquer um destes, mas estaria melhor colocado a ponta de lança, com a camisola 7. Já pensei em ir falar com o mister Jesus um dia. É que se o Ola John pode ser titular de vez em quando, com aquela condição física medíocre, então eu também posso.

P: Das duas, uma: preferias ser o Nilton ou o Carlos Costa (aquele/a que participou nos Ídolos)?

R: Preferia ser o Nilton. É muito bem pago a viver do que gosta. E para fazer telefonemas também. É capaz de ser o técnico de Call Center mais bem pago da história mundial. E mesmo que leve no rabo, de certeza absoluta que leva menos que o Carlos Costa.

P: Se não fosses estúpido, o que gostarias de ser?

R: Gostaria de ser o Jimmy Carr, que consegue produzir 1 hora e meia de one liners geniais de ano a ano, ou de dois em dois anos no máximo.

Publicidade

Gostaria de ser um dildo da Alexandra Daddario. Gostaria de ser o José Figueiras num país como os Estados Unidos, onde as pessoas raramente tiram férias. Como tal, não teria ninguém para substituir e ficaria em casa todos os dias a empochar o ordenado da SIC.

P: Diz-nos: o que diz a tua barriga?

R: Que tenho de começar a pensar seriamente em perder o medo da depilação a cera.

P: Achas que davas um bom substituto do Fernando Mendes?

R: Não, porque não gosto de levar com beijos de velhas, que normalmente têm a cara mais áspera que um ananás com casca. Lidaria bem com a parte dos chouriços e do queijo oferecido, mas isso não compensa tudo. Só se desse para varrer a Lenka duas vezes por semana.

P: Se quisermos ver uma actuação tua, onde te podemos encontrar nos próximos tempos?

R: Vou actuar no dia 19 na gravação do programa Graças a Deus, um programa semanal de stand-up comedy que passa no Canal Q, e no dia 30 ao bar Feelings em Samora Correia, com o Joel Ricardo Santos, que é fortíssimo.

Publicidade

Algures no final do mês, em data ainda a designar, vou actuar à prisão do Linhó pela 2ª vez. A primeira correu muito bem, não deixem esgotar os bilhetes para a 2ª. Custam apenas um assalto à mão armada.

P: Achas que Portugal está bem servido de humoristas?

R: Claro que sim, muito bem servido. Mesmo tendo em conta o Sake e o Óscar Branco.

P: Quais são as tuas referências, a nível nacional e internacional, de artistas stand up?

R: A nível nacional, João Pinto, Guilherme Fonseca, Paulo Almeida, Nuno Mesquita, Hugo Claro, Hugo Rosa, Juan Pereira, Rui Sinel de Cordes, Hugo Sousa e Pedro Alves. A nível internacional, Jim Jefferies, Jimmy Carr, Mitch Hedberg, Ricky Gervais, Bill Burr e Louis CK.

P: Para finalizar, gostarias de deixar uma mensagem à nação portuguesa?

R: Sim. #Entretenimento