O ator José Fidalgo foi ontem, 4 de maio, condenado pelo Tribunal de Loulé a pagar uma multa de 420 euros e ainda uma indemnização de 350 euros a um militar da GNR, a quem chamou "besta quadrada". Um dos protagonistas da novela 'Mar Salgado' da SIC foi julgado e condenado pelo crime de injúria agravada. A situação remonta a agosto de 2013, pouco antes do encontro entre as seleções de futebol de Portugal e da Holanda, que decorreu no Estádio do Algarve, em Loulé. O ator, que estava atrasado para um compromisso profissional, resolveu fugir ao trânsito acumulado que se fazia sentir na zona, circulando pela berma da estrada. Mandado parar por uma brigada da GNR, José Fidalgo foi multado, mas reagiu mal, tendo insultado o militar.

Publicidade
Publicidade

O caso seguiu para o Tribunal de Loulé, onde, numa audiência em abril, o famoso ator admitiu lembrar-se do caso, mas não de ter insultado o militar da GNR. Mas aquela instância judicial acabou por dar como provados os factos em questão e condenou José Fidalgo a uma multa de 420 euros, correspondente a sete euros vezes 60 dias, e ainda a uma indemnização ao militar no valor de 350 euros. Ainda assim, este montante que o ator terá de pagar ficou aquém dos 2500 euros que eram requeridos pelo ofendido.

O pagamento da multa e da indemnização imposto pelo tribunal não deve, no entanto, constituir um problema para o ator, de 35 anos, que recebe mensalmente dez mil euros da SIC, sendo que é um dos atores mais bem pagos do panorama da ficção nacional. Atualmente podemos ver José Fidalgo a interpretar a personagem Gonçalo na novela 'Mar Salgado' e cujo final está muito perto.

Na vida real, o ator namora com a nutricionista Ana Bravo, que também trabalha para a estação de Carnaxide.

Publicidade

O casal assumiu a relação em setembro do ano passado, aquando da publicação do livro 'Saúde no Tacho' da autoria da nutricionista. José Fidalgo tem dois filhos: Lourenço, que nasceu do casamento com Fernanda Marinho, e Maria, nascida de uma relação curta com uma empresária angolana. #Famosos #Justiça