Kim Kardashian, Kanye West, Madonna, Justin Bieber e muitas outras celebridades poderão vir a ser banidas da lista de convidados das próximas edições da Gala do Metropolitan Museum of Arts (Met) de Nova Iorque. Tudo porque desrespeitaram as ordens impostas por Anna Wintour. A editora-chefe da revista Vogue tinha deixado claro que não era permitido tirar selfies durante o evento. Mas nem todos seguiram essa indicação.

Seria de esperar que qualquer pessoa que tivesse visto o filme "O Diabo Veste Prada" soubesse que não se deve desafiar a editora-chefe da Vogue, mas, para algumas das estrelas presentes da Met Gala, a ânsia de tirar uma selfie foi mais forte.

Publicidade
Publicidade

E agora podem vir a sofrer as consequências. Antes do baile da semana passada, Wintour tomou a controversa decisão de proibir a partilha de fotos do evento nas redes sociais. Contudo, vários dos convidados não conseguiram resistir e partilharam imagens no Instagram. A anfitriã não ficou nada contente.

De acordo com o programa The Gossip Table, do canal de música VH1, a responsável pela revista está decidida a castigar os insurgentes. E o castigo pode ser a ausência da festa no próximo ano. "A Anna sabe perfeitamente quais as celebridades que ignoraram o seu pedido. Ainda não sabe o que vai fazer, mas está a decidir", disse uma fonte próxima da editora ao VH1. Outra fonte revelou que Wintour pediu a todos para retirarem as fotos ou não voltarão a ser convidados para a gala.

Caso se confirme esta decisão, seriam muitas as caras conhecidas a ficar à porta do Met: Kim Kardashian, a sua irmã Kendall Jenner, o seu marido Kanye West, Cara Delenvigne, Madonna, Kerry Washington, Lilly Collins, Justin Bieber, Katy Perry, Lady Gaga…

Por outro lado, se há alguém que pode ser desculpado, é Kim Kardashian, que revelou ter boas intenções.

Publicidade

A socialite revelou à Extra que deixou o telemóvel em casa, num esforço para fugir à tentação de tirar selfies. No entanto, a necessidade de mostrar aos seus fãs o que estava a viver naquela grande noite foi mais forte e tirou uma foto com o telemóvel do marido. "Tirei uma foto com o Kanye, o Diplo e a Madonna e disse-lhes: 'não há selfies'. E eles: 'oh, vá lá, podemos tirar uma foto'. E eu disse: 'não, juro. Não quero problemas", contou.

Anna Wintour pode não morrer de amores pelas selfies, nem querê-las na Met Gala, mas não as exclui noutras ocasiões. "Penses o que pensares das redes sociais, da internet e das selfies, elas são parte da forma como vivemos hoje", disse recentemente à CNN. "A Vogue tem de perceber e reflectir isso", acrescentou. Aliás, a revista até contratou um fotógrafo, Mario Testino, para publicar algumas fotos do evento no Instagram da publicação. A esperança era que essas fossem as únicas a aparecer nas redes sociais. Nada mais longe do que sucedeu. #Famosos