Numa mensagem enviada à mãe este Domingo, dia 10 de Maio, Justin Bieber agradecia-lhe por o ter ajudado a terminar a sua "fase estúpida". Agora, em entrevista à revista Seventeen, o cantor volta a dar a entender que os seus dias de bad boy fazem parte do passado. O artista falou abertamente do seu comportamento e chegou a pedir desculpa pelos erros cometidos. O canadiano descreveu ainda a sua mulher ideal: tem de ser atraente e alguém com quem possa ficar para o resto da vida.

"Estava a revoltar-me um bocado", disse #Justin Bieber em relação ao seu comportamento tantas vezes criticado num passado não muito distante. "Estava a ficar cada vez mais arrogante.

Publicidade
Publicidade

Não tinha ninguém que me controlasse", acrescentou. Apesar de admitir que lhe faltou um modelo - o pai separou-se da mãe quando tinha apenas um ano - a estrela, de 21 anos, o cantor assumiu as suas próprias falhas, provando que os seus lamentos são sinceros e não apenas um truque de marketing. "Olhei para trás e fiquei desapontado comigo. Tens de te responsabilizar pelos teus erros, tens de dizer: 'peço desculpa se vos desapontei'", afirmou.

Haverá muitos que ainda duvidam da veracidade desta mudança de Justin Bieber, mas o autor de Baby está empenhado em mostrar a todos que ela é real. "Quero ser sempre honesto e fazer ver às pessoas que esses erros não são quem eu sou. Quem eu sou é alguém que se preocupa realmente com as pessoas", concluiu. Esta não é a primeira vez que o cantor se desculpa publicamente pelos seus erros.

Publicidade

Já o tinha feito no Comedy Central Roast e numa presença no programa Ellen, de Ellen DeGeneres.

Nesta entrevista à Seventeen, Justin Bieber abordou também a sua vida amorosa e revelou aquilo que procura numa pretendente. "Numa rapariga, quero alguém que seja confiante e honesta. Tenho de achá-la muito atraente e alguém com que me veja o resto da minha vida", descreveu o príncipe da pop. "Preciso de uma relação saudável com alguém com quem me sinta seguro. Alguém a quem eu possa dizer qualquer coisa sem ser julgado", concluiu. #Famosos