Vinte e um anos depois da morte de Kurt Cobain, Courtney Love continua a lutar contra os rumores de que terá sido a responsável pela morte do marido. A estreia do controverso documentário Soaked in Bleach, realizado por Benjamin Statler, veio alimentar ainda mais a polémica sobre a verdadeira causa da morte de Cobain, o que provocou uma reacção por parte de Love e dos seus advogados para tentar parar a exibição do filme. Numa carta de notificação enviada para todas as salas de cinema em que o filme está a ser exibido, os conselheiros legais da cantora dos Hole contestam a veracidade dos actos retratados no documentário e do suposto envolvimento de Love na morte do marido.

Publicidade
Publicidade

Relembram ainda que acusações falsas sobre um crime são difamatórias e punidas por lei, abrindo a porta a um possível processo judicial contra os responsáveis pelo documentário.

Os produtores de Soaked in Bleach já responderam a esta ameaça e acusam Courtney Love de atacar cobardemente os direitos à liberdade de expressão. Em declarações ao site Deadline, afirmam que "a maioria das opiniões e teorias apresentadas no filme provêm directamente de factos reunidos por Tom Grant, o investigador privado que Courtney Love contratou uma semana antes do corpo de Kurt ter sido descoberto". Segundo os produtores, o espectador tem o direito de tirar a suas próprias conclusões depois de ver o documentário.

Soaked in Bleach é um documentário dramático que tem como protagonista Tom Grant, um antigo detective policial de Los Angeles contratado por Courtney Love para descobrir o paradeiro de Kurt Cobain, que estava desaparecido desde a sua saída de um centro de reabilitação em Los Angeles, dias antes do seu corpo ser encontrado já sem vida.

Publicidade

Durante esse período Grant gravou conversas que manteve com Love e que são usadas no filme, a par de entrevistas com testemunhas, reconstituições e imagens documentais, para reforçar a premissa do filme e a convicção de Grant sobre envolvimento de Courtney Love na morte do marido.

Não é a primeira vez que um filme sobre a vida e morte de Cobain provoca controvérsia quanto aos contornos da sua morte. No filme de Nick Broomfield, Kurt & Courtney, de 1998, a possibilidade do envolvimento da cantora na morte do marido foi amplamente discutida e desde então permanece esta teoria da conspiração da qual Love nunca se conseguiu demarcar. Em 2014 o departamento policial de Seattle reabriu a investigação sobre a morte do vocalista dos Nirvana, mas nenhum dos novos factos apresentados levou à mudança das conclusões da investigação inicial. #Famosos #Filmes