A série que estreou em fevereiro deste ano, "Better Call Saul", já tem uma legião de fãs e espectadores assíduos pelo que mereceu um lugar no painel anual do TV Summit. A equipa criativa por detrás da série juntou-se esta terça-feira, dia 9, para fechar o painel. O painel foi moderado por Debra Birnbaum que falou sobre o seu papel na série. Segundo o Vulture, "Better Call Saul" foi a série mais vista de sempre na história dos canais por cabo com espectadores com idades compreendidas entre os 18 e os 49 anos.

Peter Gould juntou-se ao argumentista Gordon Smith, à Gennifer Hutchinson - produtora executiva, e ao produtor co-executivo Thomas Schnauz no painel. Eles discutiram a natureza pouco habitual da evolução do personagem "Saul", tendo em conta que o público já sabe o que vai acontecer ao personagem principal interpretado por Bob Odenkirk.

Enquanto se falava da primeira temporada da série, os argumentistas disseram que a mudança da personagem de Chuck McGill, o outro irmão de Saul Goodman e interpretada por Michael McKean, foi algo que surgiu no final do processo de escrita desta temporada.

Gould disse que "O facto das pessoas terem apreciado a interpretação de Bob enquanto Kimmy McGill e terem chegado à personagem, o público sente o mesmo que nós, que nós adoramo-lo bastante, nós ficamos com pena de ele se transformar em Saul Goodman". Acrescentou ainda que "há algo trágico sobre o facto deste homem tão bondoso e especialmente uma pessoa decente se tornar num traficante de droga. Cria muita tensão na série".

Hutchinson disse que ficou surpresa, pela positiva, que a série tenha encontrado os seus fãs, outros para além dos de "Breaking Bad". A produtora sempre achou que a série era esquisita, na medida em que é bastante diferente das que têm passado nas televisões, mas toda a equipa gostava muito da série e que a adesão do público foi bastante satisfatória. "Existem pessoas que não eram grandes fãs de "Breaking Bad", mas que estão completamente entusiasmados com "Better Call Saul", confidenciou ainda a produtora.

O DVD da primeira temporada terá "Kettle Kommentary" - que é o comentário dos actores enquanto personagens, por detrás de Jeremy Shamos e Jullie Ann Emery. Na segunda temporada os espectadores podem contar com mais de Kettlemans, garante Gould.

Com seis de 10 episódios da segunda temporada, Gilligan disse: "eu acho que o que acontece de seguida é que vai realmente surpreender as pessoas. Não é aquilo que pensávamos que ia ser". #Televisão #Séries