Amante de carros e de velocidade, José Mourinho, o Special One dos relvados, está proibido de conduzir durante os próximos seis meses. A multa foi imposta por um tribunal inglês e diz respeito a Setembro do ano passado, quando o treinador português foi apanhado em excesso de velocidade. Apesar de a infracção ter sido cometida no terceiro trimestre de 2014, só na última quarta-feira, dia 10 de Junho, é que o caso chegou ao tribunal de Staines, Londres.

Em causa estaria o excesso de velocidade que o treinador ultrapassou ao passar pela estrada de Surrey, que liga Londres a Portsmouth. Nesta localidade o limite permitido é de 80 e o treinador da equipa do #Chelsea viajava a 96 km/hora.

Publicidade
Publicidade

No Reino Unido, a carta de condução já é gerida por pontos, sistema este que será introduzido também em Portugal no início do próximo ano, e por essa mesma razão o treinador terá perdido a sua licença, uma vez que já só tinha nove pontos, devido a transgressões anteriores. Apesar de Mourinho não ter comparecido no tribunal, o mesmo já se havia declarado anteriormente como culpado.

Para além da inibição de conduzir, o tribunal declarou ainda que #José Mourinho terá de pagar uma multa de 1200 euros, sem contar ainda com as despesas do tribunal e sobretaxas, o que no total deverá ascender a um valor superior a dois mil euros. Na hora da decisão sobre o valor da multa a cobrar pesou o ordenado do treinador, que deverá andar por volta dos 18 milhões de euros.

Porém, esta não é já a primeira vez que o Special One tem problemas com as autoridades, uma vez que os jornais ingleses noticiam que já em 2007 o treinador teve também problemas com a polícia inglesa, quando não deixou que colocassem o seu cão em quarentena.

Publicidade

Esta decisão do tribunal foi agora anunciada numa altura em que o treinador já se encontra de férias com a família. Ao que tudo indica o descanso de Mourinho deverá passar por Portugal, para visitar o pai que se encontra a recuperar de uma cirurgia, depois de ter sofrido um derrame cerebral. #Famosos