O famoso rapper P. Diddy foi detido na passada segunda-feira pela polícia de Los Angeles por alegadamente ter tentado agredir o treinador do seu filho, Justin Combs, jogador da equipa de futebol americano dos UCLA Bruins. Tudo terá acontecido depois de Diddy, que estava a assistir ao treino do filho, ver um dos treinadores da equipa gritar intensamente com Justin, causando a ira do cantor. Segundo fontes da universidade, Diddy foi ao campus falar com o treinador da equipa, Sal Alosi, por achar que este tinha algum problema com o seu filho. Após a recusa do treinador em falar com a estrela, Diddy terá confrontado Alosi no seu gabinete onde terá acontecido a alegada agressão com um peso de musculação.

As versões sobre o que realmente aconteceu no gabinete são contraditórias. Fontes ligadas ao cantor afirmam que Diddy apenas usou o peso como escudo para se defender do treinador e não como arma de agressão. Um fonte da universidade, segundo a TMZ, contesta esta versão dizendo que o treinador estava ao telefone quando Diddy entrou no seu gabinete, e, após este lhe ter dito que esperasse, o cantor pegou no peso e atirou-o contra o treinador. Segunda esta mesma fonte, se Diddy tivesse acertado em Alosi a agressão teria sido fatal. O cantor é bem conhecido pelos funcionários da universidade que se referem a ele como "pai helicóptero" por andar sempre a pairar sobre os treinos do filho.

Depois do incidente, P. Diddy foi preso pelas autoridades, mas saiu em liberdade após pagar caução no valor de cinquenta mil dólares. O rapper enfrenta agora cinco acusações, incluindo a de ameaças terroristas contra Alosi e as pessoas que tentaram parar a briga. Cabe-lhe agora rebater todas as acusações em tribunal para evitar uma condenação. A TMZ fala ainda na existência de um vídeo das alegadas agressões que pode ajudar a perceber o que se passou, mas este ainda não foi divulgado publicamente.

Alosi não é estranho à controvérsia. Em 2010, quando treinava os New York Jets, foi suspenso pela NFL por rasteirar um jogador dos Miami Dolphins durante um jogo entre as duas equipas. #Famosos #Violência