Asif Kapadia é o realizador deste documentário apresentado em maio, no festival de Cannes. Este trabalho apresenta novos factos que ajudam a perceber a personalidade tão controversa da cantora, nascida a 14 de setembro de 1983, que faleceu a 23 de julho de 2011. Asif Kapadia afirma que houve várias pessoas a perguntarem-lhe porque é que ele estava a realizar um filme acerca da vida de uma drogada. Amy foi encontrada morta após ter ingerido uma grande quantidade de álcool (estavam concentrados 4,16 g/L de álcool no sangue da cantora).

O documentário demonstra como é que a vida da cantora a levou até ao sucesso e também à sua queda.

Publicidade
Publicidade

O seu contacto com a #Música começou muito cedo, uma vez que os seus tios maternos eram músicos profissionais de jazz. Também o seu pai, Mitchel Winehouse, costumava cantar clássicos de Frank Sinatra com a filha.

Este filme mostra alguns factos da vida da cantora. Por exemplo, na sua infância testemunhou a infidelidade conjugal do pai; e aos nove anos foi expulsa da escola de artes Sylvia Young, após ter feito um piercing no nariz. O consumo de drogas terá começado na adolescência e foi também nesta fase que Amy Winehouse começou a compor as suas primeiras canções. Já em adulta, a cantora dos êxitos "Rehab" e "Valerie" fez reabilitação, tendo sido presa por duas vezes durante este mesmo processo e foi casada com Blake Filder - Civil, de quem se divorciou após relatos de traição de ambas as partes.

Publicidade

O cineasta Asif Kapadia, britânico e descendente de indianos, já ganhou o prémio BAFTA com o seu trabalho no filme "The Warrior" e também já acumulou diversos prémios com a curta-metragem "The Sheep Thief" e o documentário "Senna". Durante o documentário aparecem algumas declarações feitas pela própria Amy, que afirma nunca ter escrito nada que não fosse diretamente relacionado com a sua vida pessoal. A música seria a sua forma de expor os seus sentimentos e pensamentos. Numa das passagens do filme, a cantora relata que nunca quis ser uma estrela. Simplesmente quis ser cantora.

A obra cinematográfica conta com mais de cem relatos, alguns dos quais dos pais, do ex-marido e de amigos. #Famosos