Cristiano Ronaldo voltou a ser anunciado como morto num programa da televisão brasileiro. Num erro semelhante ao da rede Globo protagonizado há pouco mais de uma semana, o apresentador Zeca Camargo confundiu o nome de Cristiano Araújo, cantor brasileiro que morreu recentemente, com o nome do craque português e anunciou a sua morte por engano. Por breves minutos, os mais desatentos entraram em pânico nas redes sociais, mas tudo não passou de um novo erro de um apresentador brasileiro. A repetição já é motivo de gozo nas redes sociais.

A comunicação social brasileira voltou a cometer um erro grave, anunciando, à semelhança do que aconteceu na rede Globo, a morte do melhor jogador do mundo, #Cristiano Ronaldo.

Publicidade
Publicidade

O erro cometido por Zeca Camargo não passou em claro e muitos internautas já questionam o profissionalismo de certos órgãos de comunicação social. Pela segunda vez, no espaço de uma semana, Cristiano Ronaldo é anunciado como morto, vendo o seu nome confundido com o cantor brasileiro Cristiano Araújo, que morreu muito recentemente.

“Cristiano Ronaldo já não está entre nós e ainda estava no início da sua carreira artística, tinha tanto para dar”, foi a frase proferida por Zeca Camargo e que já motiva muitas reacções nas redes sociais. Os mais distraídos entraram novamente em pânico e os outros aproveitaram para fazer algumas piadas acerca dos comentadores que protagonizaram estas “gaffes”, que não deverão ser cometidas por jornalistas profissionais, dada a gravidade da situação.

A morte de Cristiano Araújo, apesar de não ser um dos cantores mais reconhecidos no país, chocou o Brasil, estando no início da sua carreira e falecendo prematuramente aos 29 anos.

Publicidade

Cristiano Ronaldo ainda não comentou estes episódios insólitos, mas, como é natural, não deverá achar muita piada a ser recorrentemente anunciado como morto, em grandes canais brasileiros. Será que esta troca de nomes vai continuar na televisão brasileira? Pensam que é um erro legítimo ou o engano é uma “gaffe” muito grave? Deixem os vossos comentários em baixo.