#Justin Bieber bateu todos os recordes no iTunes no dia em que lançou o seu muito aguardado single “What do you mean”. Segundo o site Hollywood Life, o cantor canadiano precisou apenas de cinco minutos para colocar a sua #Música no topo da tabela de vendas no iTunes. Essa marca é um recorde absoluto na plataforma musical, fazendo com que Justin Bieber conseguisse destronar os One Direction com “Drag me Down” e #Taylor Swift com “Bad Blood”. Passados dois anos de ausência, Justin Bieber está novamente no topo do mundo no mercado musical.

A expectativa que Justin Bieber criou durante o último mês pode ter sido a principal razão para que os “beliebers” colocassem o primeiro êxito em dois anos do seu ídolo no topo das tabelas de vendas em apenas cinco minutos.

Publicidade
Publicidade

Com hora marcada, milhares de fãs aguardaram ansiosamente pela hora exata para ouvir “What do you mean”, fazendo com que o cantor conseguisse ultrapassar os êxitos dos One Direction e Taylor Swift num ápice.

A música está a ser um autêntico sucesso nas redes sociais, tornando o seu lançamento o assunto mais debatido das últimas horas. Na sua grande maioria, os “beliebers” estão muito contentes por voltarem a ouvir o seu ídolo, considerando que ele está melhor do que nunca e que já tinham saudades de ouvir as suas altas notas, característica que levou Justin Bieber a alcançar o sucesso internacional.

Quem não terá gostado muito deste sucesso repentino terá sido Taylor Swift, que durante os últimos meses dominou as tabelas de vendas e nem com o novo single dos One Direction foi destronada dessa mesma posição.

Publicidade

Com a chegada em grande de Justin Bieber, o seu domínio no mercado musical pode ser novamente colocado em causa, sobretudo porque as críticas à nova música do canadiano têm sido muito positivas nestas primeiras horas após o seu lançamento oficial. Mas será que Justin Bieber vai conseguir manter esta primeira posição por muito tempo? Gostaram de ver o vosso ídolo novamente no topo, depois de dois anos recheados de problemas e vícios? Deixem a vossa opinião em baixo na caixa de comentários.