O empresário norte-americano Donald Trump tem feito nos últimos tempos correr muita tinta na imprensa de todo o mundo. Aos 69 anos, o magnata do ramo imobiliário anunciou em Junho deste ano a sua candidatura à presidência dos Estados Unidos da América pelo Partido Republicano, e desde então a sua campanha tem sido inundada pelos seus comentários pouco simpáticos. Manifestou a sua opinião sobre os imigrantes mexicanos, sobre o senador MacCain, sobre as mulheres e agora sobre uma supermodelo conhecida mundialmente. A resposta foi à altura.

Durante uma entrevista ao jornal The New York Times, Donald terá afirmado que a modelo alemã Heidi Klum "infelizmente, já não é um 10".

Publicidade
Publicidade

Logo após esta afirmação o candidato à Casa Branca terá ainda adiantado, de forma pouco simpática, que "às vezes vou demasiado longe", conforme escreve o Observador. Porém, desta vez houve resposta, de forma divertida e irónica. Klum produziu um vídeo em que surge a simular uma produção fotográfica e com uma camisa vestida com a inscrição do número 10. Enquanto se desenrola a produção, alguém com uma máscara na cara de Donald Trump surge por detrás da modelo e retira-lhe o papel da camisa, deixando à vista agora o número 9.99. Ao ver o seu novo número, Heidi apenas encolhe os ombros com um riso na cara.

Esta não é a primeira vez que o magnata tece comentários menos positivos sobre personalidades com algum impacto entre a população. Recentemente terá mesmo proferido declarações nada simpáticas contra o senador republicano John MacCain, ao afirmar que ele não merece o estatuto de herói porque foi capturado.

Publicidade

Recorde-se que o senador foi capturado durante a guerra do Vietnam, por outro lado, Donald Trump nem serviço militar cumpriu.

A tudo isto, juntaram-se ainda as declarações pouco felizes sobre os imigrantes mexicanos que, na opinião do magnata só trazem para os #EUA drogas e crimes. O candidato sugeriu inclusive que vai mandar construir um muro ao longo de 3000 quilómetros da fronteira para evitar que os mexicanos consigam entrar na América.

Com todos estes comentários absurdos e preconceituosos será que Donald Trump ainda tem hipótese na corrida às presidenciais de 2016?

#Eleições Americanas