Sara Paço lançou em 2014 o seu primeiro álbum em Portugal, intitulado "Waking up the drums". Apaixonada pelo mar e praticante de surf, a jovem decidiu trocar a economia pela #Música. A cantora foi uma das presenças na edição do “Meo Sudoeste” deste ano e é uma voz promissora do blues, soul-funk e jazz. Apesar do seu nome já ser conhecido em Portugal, a cantora tem a ambição de chegar mais longe e decidiu inscrever-se no “Factor X” do Reino Unido.

No ar desde 2004, o "Factor X" é um dos programas de talentos mais vistos do Reino Unido e já catapultou para o estrelato nomes como Leona Lewis e os One Direction. Na edição deste ano, que estreou no passado dia 29 de Agosto, a portuguesa Sara Paço decidiu tentar a sua sorte e submeter-se à avaliação do painel de jurados do programa, liderado pelo exigente Simon Cowell.

Publicidade
Publicidade

A jovem foi ao casting e, além de cantar, encantou os jurados. Simon Cowell, Rita Ora e Cheryl Versini ficaram rendidos à sua voz e não hesitaram em passar Sara à fase seguinte. A cantora portuguesa partilhou nas redes sociais à sua felicidade após a sua primeira participação no programa.

O júri, além de elogiar a sua voz, também ficou rendido à sua simpatia e presença em palco. Durante a actuação, Sara brilhou e conquistou também o público, que vibrou com a sua performance.

Sara, que é também praticante de surf, surgiu em palco com uma prancha personalizada e fez-se acompanhar de dois músicos. Interpretou uma canção da sua autoria intitulada “My Boss is a Dick Head”, que escreveu após ter passado por uma experiência profissional negativa. Segundo a artista, a canção é dedicada a todos os que odeiam ser explorados, controlados e ameaçados no local de trabalho.

Publicidade

De acordo com o site "Espelho de Cultura", Sara Paço tem já cerca de 100 temas originais registados na Sociedade Portuguesa de Autores. O tema “Plastic Flowers”, da banda sonora da telenovela “Mar Salgado”, em exibição na SIC, é da sua autoria.

Após concluir uma licenciatura em Economia, rumou a Dublin para realizar um estágio e foi nesta cidade que começou a divulgar a sua música, actuando em bares. Entretanto, foi convidada a participar com o tema original “Liberia”, num documentário realizado por uma ONG para a #Televisão irlandesa.

Depois de Dublin, passou por Londres e regressou a Portugal, para trabalhar como economista num banco. Contudo, a jovem acabou por deixar este trabalho, por estar impedida de dar concertos e não poder dedicar-se ao que mais gostava, a música. Foi esta experiência que a levou a escrever a canção que levou ao casting do “Factor X”. #Reality Show