Sofia Ribeiro tatuou no braço o número 13, número que considera trazer-lhe sorte, apesar de ironicamente lhe ter sido diagnosticado um #Cancro da mama no passado dia 13 de novembro. Nas redes sociais a atriz mostrou a sua nova tatuagem e na legenda escreveu: "O dia 13 será sempre o meu número de sorte! Sempre. Estamos juntas! P.S. Obrigada Luís. Sorrio!!!". A tatuagem foi feita precisamente um mês depois de ter descoberto a doença

Mais de 24 mil pessoas gostaram da publicação de Sofia e partilharam mesmo os seus casos, numa tentativa de chegarem a muitas mulheres que passam pelo mesmo. Para muitos o 13 é um número de azar, para outros mágico e carregado de boas energias. 

Relembre-se que Sofia continua a trabalhar, nomeadamente a gravar a nova novela da estação de Queluz, "Santa Bárbara", e simultaneamente a ser acompanhada no IPO - Instituto Português de Oncologia em Lisboa, onde tem sido vista sempre acompanhada por amigos. 

Nas redes sociais as publicações têm sido escassas, mas quando surgem são pedidos "sorrisos" por parte da jovem, que acredita que, apesar da luta que ainda agora começou, conseguirá ultrapassá-la tal como acontece com tantas outras mulheres.

Publicidade
Publicidade

Em Portugal, Fernanda Serrano travou uma luta semelhante e viria a conseguir superá-la, sendo que mais tarde publicaria o livro "Também há finais felizes". Refira-se que poucas horas depois de ter dado à luz a filha Laura, a atriz detetou um caroço no peito, mas seria apenas um mês depois que o diagnóstico de doença cancerígena chegaria. Durante os tratamentos soube que estava novamente grávida e que a criança que carregava poderia mesmo matá-la, mas foi contra todas as indicações médicas. O livro foi publicado em maio de 2013. São os casos felizes que Sofia Ribeiro procura para lhe trazerem força para viver com a doença e tentar superá-la. 

Segundo a Laço, o cancro da mama aumentou de forma significativa nas últimas décadas do século XX, sendo que raramente aparece antes dos 30 anos de idade.

Publicidade

E os números são assustadores, sendo que este tipo de doença é a principal causa de morte precoce nas mulheres.  #Famosos