Cristiano Ronaldo, internacional português e jogador do Real Madrid de 30 anos, concedeu uma entrevista ao jornal “El Mundo” e abordou vários aspectos da sua vida profissional, mas também pessoal. Entre muitas perguntas e respostas, destaca-se uma em que Ronaldo afirma que não quer continuar no mundo do #Futebol depois de terminar carreira; ainda que isso vá custar-lhe muito, não tenciona ser treinador, director ou presidente de qualquer clube. Recorde-se que #Cristiano Ronaldo, para além do Real Madrid, passou por clubes como Manchester United e Sporting Clube de Portugal.

Para além de afirmar que não tenciona continuar no “mundo futebolístico”, Cristiano diz que quer “viver como um rei”.

Publicidade
Publicidade

O internacional português deu mesmo um exemplo para sustentar esta afirmação. “Podes dizer que tens um bom trabalho, dinheiro, carros, casas… mas isso não é tudo. Um exemplo: este sábado há um combate de boxe em Las Vegas e gostava de levar a minha família e amigos para o ver. Não posso porque não tenho tempo. Não me posso queixar, porque me estou a “sacrificar”, mas depois quero viver como um rei”.

Outro aspecto importante na entrevista deu-se quando Ronaldo foi questionado sobre como consegue suportar a pressão. Cristiano Ronaldo respondeu que consegue suportar a pressão devido à vida difícil que teve quando ainda era criança. “Sair de casa aos 11 anos para ir para um mundo diferente, primeiro em Lisboa e depois em Manchester, foi muito difícil. Dos 11 aos 18 anos ganhei muita estabilidade e a pessoa que sou hoje em dia deve-se aos tempos que passei sem a minha família e amigos”.

Publicidade

Cristiano Ronaldo abordou ainda o facto de ser pai e que tipo de pai tenciona ser, começando por dizer que “para mim o mais importante é a educação (…) o resto é uma incógnita”. Cristiano diz que para o seu filho, que vai crescer numa casa com tudo, será mais complicado porque não vai ter as mesmas dificuldades que ele teve em criança e que isso poderá afectar na forma de o seu filho ver o mundo real. “Mas eu sinto-me bem a dar-lhe tudo. Se dás uma boa educação aos teus filhos, o resto podes controlar”, acrescentou o ainda melhor futebolista do mundo. #Famosos