Alan Rickman, ator que deu corpo e alma ao Professor Snape na saga cinematográfica Harry Potter, faleceu aos 69 anos, vítima de cancro. A morte foi confirmada pelos familiares nesta quinta-feira, 14 de janeiro. Segundo o jornal The Guardian, a família afirmou que o ator faleceu "rodeado da família e amigos". Alan Rickman era um dos atores mais acarinhados e admirados pelo público ao longo dos últimos 30 anos. Daniel Radcliffe, ator que ficou conhecido pelo papel de Harry Potter, usou o seu perfil do Google para deixar uma mensagem àquele que era "sem dúvida um dos melhores atores" com quem já trabalhou. Acrescentou ainda que "era uma das pessoas mais leais que já conheci na indústria cinematográfica".

Publicidade
Publicidade

Para além do protagonista, também Michael Gambon (Dumbledore) e a escritora J.K. Rowling deixaram uma mensagem de tristeza depois de saberem a notícia.

Segundo o The Guardian, Rowling disse que não tem palavras "para descrever como estou chocada e devastada depois de saber da morte de Alan Rickman", dizendo ainda que "era um ator magnífico e um homem maravilhoso". Michael também recordou como Alan estava "sempre feliz e divertido". Mas não são apenas as figuras mais conhecidas que lamentam a morte do ator. Na rede social Twitter, os fãs continuam a publicar fotos e tweets de tristeza por terem perdido uma pessoa tão importante no mundo da sétima arte. Os milhões de tweets que se podem ler fazem com que o nome de Alan Rickman seja o assunto mais comentado do dia em todo o mundo. 

Apesar de ser principalmente recordado como o eterno Snape, a verdade é que Alan fez muitos outros papéis em #Filmes como Die Hard, Robin Hood: Príncipe dos ladrões e Rasputin.

Publicidade

Para além disso, aventurou-se na realização duas vezes, fez parte de pequenas produções britânicas, deu voz a personagens em filmes de animação e alternava a presença entre teatro, televisão e #Cinema. Para além disso, participou ainda em vídeos de música do grupo Texas. Deu a sua voz a Marvin no filme À Boleia pela Galáxia, de 2005, foi um ator forçado a aceitar uma série televisiva em Galaxy Quest, interpretou um marido fantasma em Um Fantasma do Coração e foi ainda um ex-condenado arrependido em Bolo de Neve, de 2006. Mas o seu currículo estende-se por tantos outros filmes. Por exemplo, quem não se lembra de Richis no filme O Perfume, de 2006?

Esta foi uma das maiores perdas do mundo cinematográfico. Contudo, na memória ficam os bons papéis e o quão humano o ator era. O anúncio da sua morte surge antes de serem revelados os nomeados para os Óscares, local onde o seu nome nunca apareceu. Porém, Alan revelou em 2008 que isso nunca o preocupou: “São os papéis que ganham os prémios e não os atores”. #Famosos