Stina Sanders, uma modelo natural de Londres, viu uma diminuição drástica do número de seguidores Instagram e começou a ter problemas com a agência da qual fazia parte. Tudo aconteceu depois de publicar fotos do seu quotidiano em que não aparecia arranjada e glamourosa, procurando fazer um contraste entre a realidade do dia-a-dia e a imagem idealizada e perfeita que é o objectivo a atingir por quem trabalha em #Moda.

A modelo começou a expôr esse lado diferente da sua personalidade há uns meses. Stina publicou fotos em que aparecia com creme depilatório para remover o buço, fotos em que expunha a sua pele verdadeira, limpa de maquilhagem, a mostrar que também é humana e tem acne.

Publicidade
Publicidade

Algumas imagens foram tiradas quando tinha o cabelo por lavar, as unhas por fazer e até mesmo um momento em que aguardava por uma consulta para fazer um tratamento a uma doença do foro intestinal. 

Ao mostrar uma parte diferente da sua vida, os fãs da modelo, inicialmente, reagiram de forma negativa, mostrando o seu descontentamento e parando de seguir Stina no Instagram. A modelo perdeu cerca de 5 mil seguidores. No entanto, num período de 4 meses a sua história ficou muito conhecida e os fãs acabaram por voltar a segui-la novamente. 

A modelo, que já fez campanhas para marcas como a Nike e a L´OREAL, confessou que ao ver a reacção dos fãs, no início, foi assustador mas que neste momento tudo mudou. A mensagem que uma modelo não é só uma "boneca" tocou os fãs, que continuam a seguir o seu trabalho e o seu dia-a-dia, por menos glamouroso que possa ser.

Publicidade

De encontro com as suas fotos que já não são editadas, a modelo tem um blogue intitulado "The #Unfiltered blog", onde dá o seu parecer acerca de assuntos que causaram alvoroço nos media, como o facto de Kim Kardashian ter publicado uma foto nua

Em entrevista para o jornal britânico "The Telegraph", a modelo disse, esta sexta-feira, que "acho que foi libertador e sinto que mostrei a falsidade e o ridículo das #Redes Sociais". As redes têm um efeito negativo, uma vez que criam a ilusão que todos têm de ser perfeitos; ao contrariar essa onda de perfeição, a modelo confirmou que algumas pessoas que a seguiam estavam atraídas pelo ideal de beleza que as suas publicações iniciais tentavam criar. 

A modelo londrina disse que lhe haviam pedido para apagar as imagens, ao que ela respondeu que não, porque as imagens dos seu trabalhos são, normalmente, tão alteradas a um grau que ascende a realidade, mostrando que nem a modelo na vida real consegue alcançar o grau de beleza exaltado pela modelo na fotografia.  #Entretenimento