2

Ainda não se sabe se as classificativas do Rali de Portugal, e previstas para Ponte de Lima, vão ser realizadas devido ao Incêndio que atinge aquele concelho do Alto Minho, no distrito de Viana do Castelo, nas freguesias de Escusa, Moreira de Lima e Cabração. O Exército foi "convocado" para o combate. As chamas, às cinco da manhã, continuavam ativas em duas frentes e havendo já registo de bombeiros feridos. O caso mais grave aconteceu ontem ao final do dia. Um bombeiro voluntário, e pertencente à corporação dos Bombeiros Voluntários de Valbom, concelho de Gondomar, teve um traumatismo grave num membro inferior quando estava no Teatro de Operações (TO) com o Grupo de Reforço Incêndios Florestais (GRIF) do Porto.

O cenário continua a ser desolador. Casas ameaçadas e importantes áreas verdes destruídas pela força das chamas, que vão ganhando velocidade à medida que a intensidade do vento aumenta. "Essa tem sido uma das principais dificuldades. Vento e acessos", frisou Carlos Lima, comandante dos Bombeiros Voluntários Ponte de Lima, que mantinha a esperança da noite trazer tréguas. Mas não trouxe. 

Já sob o comando do 2º comandante Operacional Distrital de Viana do Castelo, o incêndio passava de quatro para três frentes de combate, mas mantinha-se violento. Dois pelotões do exército reforçaram os cerca de 153 bombeiros no terreno. Entre elementos dos GIPS da GNR, Força Especial de Bombeiros e Sapadores Florestais, às primeira horas desta manhã estavam mais de 200 elementos numa zona entre Escusa, Cabração e Moreira do Lima.

Os melhores vídeos do dia

A organização do Rali de Portugal vai anunciar esta manhã se os pilotos vão, ou não, sair das boxes para os prólogos previstos para Ponte de Lima: duas classificativas de 27,5 quilómetros. A Autoridade Nacional da Proteção Civil espera pela luz do dia para mandar o helicóptero de combate a incêndios que durante o dia ontem esteve a "atacar" a zona das chamas. O incêndio lavra desde a manhã de quinta-feira 21 de Maio) sendo que a origem deste é desconhecida. As autoridades estão no terreno a investigar.

Actualização:

A organização já confirmou a que a prova vai ter lugar.