Anúncio
Anúncio

Que Haruki Murakami tem uma boa relação com os seus fãs já todos sabemos. O que não sabíamos é que, durante duas semanas, o escritor vai estar disponível para responder a toda e qualquer questão que os seus leitores lhe quiserem colocar. É verdade. A partir de 15 de Janeiro, e até ao final do mês, estará disponível online uma plataforma chamada "Murakami-san no tokoro" ou "Mr. Murakami's place" onde os seus fãs poderão colocar questões. O autor publicará as respostas no seu site ao longo dos dois meses seguintes.

Porta-vozes da Shinchosha - a sua editora - referiram que serão aceites perguntas sobre qualquer assunto, desde os seus Livros a pedidos de conselhos. Murakami também responderá a questões sobre os seus gostos pessoais como, por exemplo, sobre o seu animal preferido, os gatos, ou sobre a Yakult Swallows, a equipa de basebol japonesa da qual é fã.

Anúncio

Tendo em conta que as suas obras estão publicadas em mais de 50 línguas, as questões poderão ser feitas em qualquer idioma.

Apesar de surpreendente, a iniciativa não é inédita. Murakami já tinha utilizado a internet para interagir com os seus fãs em 2005. Nesse ano, o autor japonês publicou Young Kafka, uma compilação de e-mails que recebeu acerca do seu romance "Kafka à beira-mar". Recorde-se que esta poderá ser uma oportunidade rara para os seus fãs, já que o autor permanece muito do seu tempo afastado dos meios de comunicação social.

Murakami é um dos escritores japoneses mais conhecidos a nível mundial e tem sido nomeado várias vezes para o Prémio Nobel da Literatura. O escritor, de 65 anos, tem sido elogiado pelas suas histórias, onde aborda temas como o absurdo e a solidão da vida moderna num conjunto de livros que fazem também muita referência aos aspectos da cultura pop.

Anúncio
Os melhores vídeos do dia

Num episódio recente, em Setembro de 2014, os seus leitores chegaram a esperar a noite toda para poderem assistir à sessão de autógrafos que o autor deu em Waterstones Piccadilly, aquando do lançamento do seu mais recente livro, "A Peregrinação do Rapaz Sem Cor".