O cineasta português Manoel de Oliveira faleceu esta madrugada. Tinha 106 anos, sendo o realizador português que recebeu mais prémios pelo seu trabalho. Oliveira trabalhou praticamente até ao final da sua vida. Nos cerca de 90 anos de carreira no Cinema, realizou perto de 50 filmes.

Manoel de Oliveira era o cineasta mais idoso do mundo, sendo também uma das maiores figuras da sétima arte a nível mundial. Segundo algumas notícias, Oliveira faleceu em sua casa vítima de paragem respiratória. De entre todos os cineastas em atividade, Manoel de Oliveira já era o único que conhecia a transição do cinema mudo para o sonoro, bem como do preto e branco para o colorido.

De salientar que o realizador teve numa película muda o seu filme de início de carreira.

Nascido em Cedofeita, na cidade do Porto, fez a sua primeira curta-metragem com o tema do Rio Douro, designado como "Douro - Faina Fluvial", datado de 1931. A película foi muito elogiada no estrangeiro, mas recebeu muitas críticas no nosso país. Um dos maiores sucessos no início da sua carreira foi a obra "Aniki-Bobó", de 1942, mas também o foi "O Pintor e a Cidade", aquele que foi o seu filme inicial a cores.

No entanto, o cineasta português iniciou a sua fase com mais visibilidade no estrangeiro a partir da década de 90, apesar de em muitas ocasiões ser muito criticado pela ausência de sentimentos e emoções das películas. Manoel de Oliveira conta muitos sucessos na sua vasta carreira, destacando-se "Inquietude", "Amor de Perdição", "A Divina Comédia" ou "Non, ou a Vã Glória de Mandar".

Os melhores vídeos do dia

"O Velho do Restelo" foi o seu último filme, rodado na cidade do Porto.

Oliveira recebeu inúmeros prémios na sua carreira: o "Leão de Ouro" de Veneza, ou o "Globo de Ouro" de Cannes, são alguns dos mais importantes prémios, tendo sido também galardoado recentemente por François Hollande, presidente de França. Com uma notável resistência e com uma saúde física e mental fora do habitual, era muitas vezes realçado o facto de ser o mais velho realizador do mundo em atividade.