Depois de uma longa espera, o Capitão Falcão chega hoje, quinta-feira dia 23 de Abril, ao grande ecrã. Realizado por João Leitão, o filme abre as honras da 12.ª edição do Festival Internacional de Cinema Independente, também conhecido como Indie Lisboa. A estreia está marcada para as 18h30 no cinema São Jorge. Quanto ao festival lisboeta, este decorre até dia 3 de maio com uma programação que conta com 260 filmes nacionais e estrangeiros.

Capitão Falcão pode ser definido como uma homenagem satírica à revolução de abril.

Publicidade

O herói, o Capitão Falcão, interpretado por Gonçalo Wadington, é apresentado como um fervoroso defensor do Estado Novo e de Salazar. Os vilões são os capitães de abril e os movimentos antifascistas que assolam aquele Portugal da década de 1960. Juntamente com o seu companheiro, o seu "Robin", numa analogia ao Batman, de seu nome Puto Perdiz (David Chan), o primeiro super-herói português promete combater as ameaças anti-fascistas e democráticas que invadem as pacíficas terras lusitanas.

Gonçalo Waddington caracteriza a sua personagem como um "acérrimo defensor do Estado Novo e altamente fiel, pode ser um cão de fila de Salazar e não olha aos meios para atingir os fins".

Do mesmo modo, João Leitão define-o como "um fascista do carago. Um total idiota que começa todas as conversas a bater em alguém".

Escrito por João Leitão e Núria Leon Bernardo, o plano de criar um super-herói fascista nasceu em 2009. A ideia era fazer uma série, no entanto a falta da bandeira verde da RTP, levou a que se avançasse para um filme. Gravado entre Lisboa e Santarém, a produção privilegia efeitos especiais "vintage", com um verdadeiro toque dos anos 1960.

Além de Gonçalo Waddington e David Chan, o elenco conta com a participação de José Pinto, no papel de António Oliveira Salazar, Miguel Guilherme, Rui Mendes, Bruno Nogueira, Nuno Lopes, Ricardo Carriço entre muitos outros nomes da ficção nacional.

Publicidade
Os melhores vídeos do dia

Em entrevista à RTP, João Leitão expressou o seu desejo de criar uma trilogia, mas tudo dependerá da receção do público.