O Natal está quase a chegar, por isso é natural que o mítico Pai Natal já esteja a preparar a distribuição das prendas. No entanto, o que é desconhecido para muitos, é que ele tem um ajudante que não é dado a simpatias. Chama-se Krampus, é um medonho animal escuro, tem chifres e é responsável... por punir de forma violenta todas as crianças que se portem mal. O Krampusagride as crianças e rapta-as, levando-as para o Inferno, onde permanecem um ano.

Felizmente, o Krampus é apenas uma (triste) lenda. Tal como o Pai Natal não se sabe exatamente quais as suas origens exatas. Os historiadores acreditam que, tal como São Nicolau,Krampus deve ser uma invenção anterior ao Cristianismoe talvez tenho sido da autoria dopaganismo germânico.

Como muitas outras personagens lendárias, incluindo o próprio São Nicolau, a imagem Krampus tem sofrido mudanças com o passar dos anos,mas a mensagem essencial é sempre a mesma: Krampus representou um equilíbrio de luz e escuridão, proporcionando uma harmonia entre o bem e o mal.Segundo aNational Geographic, Krampus é tido como o filho de Hel na mitologia nórdica.

O seu nome deriva da palavra alemã Krampen, o que significa garra. Este bizarro animal apresenta traços comuns com outras figuras da mitologia grega, como sátiros e faunos.

Conta-se que na Krampusnacht (trad. livre: Noite de Krampus), na véspera de 5 de dezembro, as crianças alemãs tinhamo cuidado de não atrair a atenção deste ser horrível, mantendo assim a esperançade receberem presentes do São Nicolau, na Nikolaustag, 6 de dezembro.

O Krampus na cultura da Europa Central

O mito de Krampus é relembrado hoje na Áustria, Alemanha, Hungria, Eslovénia e República Checa. Desde 1800 que são vendidos postais coloridosreferentes ao Krampus. No início do século XX,esta personagemfoi proibidapelo governo fascista austríaco, mas a tradição regressou após o fim da Segunda Guerra Mundial. São realizados desfiles anuais tradicionais, em que os homens jovens se vestem como o Krampus e correm pelas ruas rosnando e ameaçando o público.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo