Pedro Cláudio, um dos fotógrafos de referência em Portugal, morreu na madrugada de quinta-feira, 21 de Abril, devido a um cancro. Encontrava-se internado no Hospital Pulido Valente, em Lisboa, há cerca de 3 semanas e aos 51 anos não resistiu ao estado avançado da doença.

O corpo do fotógrafo e realizador, que teve o seu trabalho publicado em revistas como a Elle, Vogue e Marie Claire, vai estar amanhã, 22 de Abril,na igreja de São João Deus, na Praça de Londres, em Lisboa.No sábado, está previsto que às 13 horas seja transportado para o Cemitério do Alto de São João, onde será cremado.

Pedro Cláudio nasceu em 1965, em Torres Vedras, mas em 1985 mudou-se para Lisboa, de modo a frequentar o curso de Design e Comunicação, na Escola de Belas Artes. Enquanto faziao curso, decidiu que queria dedicar o seu tempo a trabalhar profissionalmente como fotógrafo e "não perder tempo com mais nada", disse no seu documentário Entre Imagens, exibido a 22 de Abril de 2014, na RTP2.

Nesse documentário,o fotógrafo definiu-se como um camaleão, uma vez que gostava de experimentar várias formas de realizar um trabalho.

Não gostava de estar "limitado a uma linguagem", disse.

Pedro Cláudio fez trabalhos como fotógrafo de Moda, era presença assídua na ModaLisboa, realizou trabalhos na área da publicidade e também trabalhou como realizador, colaborando com artistas portugueses como os Buraka Som Sistema, Xutos e Pontapés, Orelha Negra, Sam the Kid e Júlio Resende.

O fotógrafo definia o seu trabalho como sendo muito diverso, isto porque tinha como objectivo buscar sempre coisas novas, diferentes linguagens e diferentes representações.

Sérgio Mah, directorda Lisbon Photo e da PHotoEspaña, e acima de tudo amigo de Pedro Cláudio, recordou o amigo dizendo: "Fez trabalhos incríveis de moda, de vídeo. Era um camaleão na forma como utilizava a linguagem das imagens, porque tinha uma energia fantástica e excepcional". De acordo com o Expresso, Mah acredita que Pedro Cláudio teria sido mais reconhecido pelo seu trabalho enquanto fotógrafo se tivesse morado em Nova Iorque.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo