O jornalista brasileiro e correspondente internacional Hebert Neri irá lançar o seu livro, intitulado "Projecto Confronto", de uma maneira inovadora, através da plataforma digital da gigante da informática Apple.

A pensar em sustentabilidade e a aproveitar-se do poder da tecnologia digital, o escritor optou por lançar a sua coletânea de crónicas totalmente online: "a ideia é de contextualizar o antigo ao novo e alcançar a toda uma nova geração de leitores conectados. Nunca houve uma geração tão adepta da tecnologia como a nossa, então penso ser útil aproveitar o alcance e o potencial de comunicação da internet para levar reflexões sociais e antropológicas às pessoas", comentou o autor, em entrevista.

Projecto Confronto

A iniciativa começou em meados de 2009 e tomou forma no decorrer de três anos de escritas, até 2012. Em 2015, alguns textos foram apresentados durante o 'Café Literário' na Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro, e aprovados pelos presentes. Segundo o autor, que conversou connosco em entrevista realizada num café no Porto, a aprovação das pessoas a quem consultou, como a psicóloga Roselene Espirito Santo Wagner e a escritora Aline Rocha, foi o incentivo para continuar a produzir textos, que vieram a culminar nesta coletânea que está a ser lançada no dia 25 de outubro deste ano: "literalmente o trabalho de mais de uma década está a tornar-se realidade.

É extremamente gratificante ver tudo isto tomar forma e criar vida própria, e poder partilhar com pessoas de toda a comunidade lusófona", referiu o autor.

Segundo Hebert Neri, o intuito do Projecto Confronto é de incomodar o leitor a ponto de provocar movimento, mudanças e reflexão: "Não é uma leitura fácil, pois os textos provocam o confronto interno, de ideias, de pensamento, de filosofias, de culturas. São textos baseados em vivências e observações, em análises exaustivas de comportamentos, pensamentos e tudo que nos move ou nos desmotiva o movimento", detalhou o autor.

"Em algum ponto da narrativa, entre as crónicas, o meu objetivo é que o que está diante dos olhos deixe de ser apenas um conto para tornar-se algo relevante e pessoal para aquele que lê. Sim, busco confrontar o leitor, com intuito de fazê-lo refletir".

O livro é composto por 100 crónicas, com abordagens distintas, ora em primeira pessoa, ora em terceira pessoa, e por ter sido escrito ao longo de momentos tão distintos, contempla muitas nuances e perspetivas.

Lançamento

O livro tem data de lançamento prevista para 25 de outubro e será lançado simultaneamente em Portugal e no Brasil.

Em março de 2020, haverá traduções para o inglês e espanhol com eventos de lançamento no México, Estados Unidos, Argentina e Espanha.

O autor refere que, possivelmente, o livro poderá ficar disponível gratuitamente para download nas primeiras semanas desde o lançamento: "Existe uma possibilidade de lançarmos o livro gratuito, em princípio. Tudo vai depender de como as pessoas vão receber este conteúdo".

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo