A nova coleção de porcelanas da marca portuguesa Vista Alegre chama-se "Je kraak" e é inspirada na “arte dos quadradinhos” – a banda desenhada. A primeira peça desta coleção intitula-se “Mare Clausume foi idealizada por Penim Loureiro.

O artista, ligado à conceção de espaços arquitetónicos, ilustrador, professor universitário e investigador, produziu banda desenhada de 1979 a 1984 acabando por abandonar esta atividade para se dedicar ao ensino de arquitetura e desenho.

Regressou à narrativa gráfica em 2014 com o álbum de BD “Cidade suspensa”. Em 2015 participou também em “Portugal 2055” e em 2016 ganhou o troféu “Central Comics” para o melhor desenho com “Reportagem especial - Adaptação às alterações Climáticas em Portugal”.

A ideia por detrás de 'Mare Clausum'

A peça a que Penim Loureiro deu vida com as suas ilustrações para esta coleção da Vista Alegre é uma talha Rockfeller de estilo chinês decorada com um toque contemporâneo.

Através das suas ilustrações, é retratada a importância dos portugueses na chegada da porcelana à Europa, reinventando a porcelana de tradição chinesa que, embora já tivesse chegado ao nosso continente era ainda, na altura, pouco conhecida. Segundo Penim Loureiro, na altura o conhecimento acerca da produção deste tipo de material era ainda pouco palpável.

"Que magia é que podia produzir uma peça que era translúcida, que tinha um brilho tão durável?

Imaginava-se que seria esculpida de conchas gigantes de Porcelana", disse o autor, que aparece num vídeo produzido pela marca sobre a coleção.

A história traçada nesta peça começa com uma criança que ouve fascinada o seu avó falar-lhe sobre as porcelanas e as especiarias. Ao pensar nas porcelanas, o menino imagina-as como sendo feitas de conchas, como algo mágico. Mais tarde, surge o menino já como segundo oficial da marinha quando a carraca ( tipo de embarcação) em que segue é atacada por um navio holandês com o intuito de roubar as porcelanas que eram transportadas.

Para salvar a tripulação o rapaz viu-se obrigado a entregar todos os baús. No entanto, quando chegam a Amesterdão, os tripulantes do navio holandês ficam surpreendidos ao abrir os baús pois estes, em vez de peças de fina porcelana, estavam repletos de búzios – milhares de búzios de porcelana.

Todo o processo criativo (estudos, esboços e originais finais do autor) estiveram expostos entre 24 de outubro e 3 de vovembro no trigésimo Festival Internacional de Banda Desenhada de Amadora – Amadora BD. A talha está à venda em lojas da marca de todo o país pelo preço de 395 euros.

Um legado centenário

A marca foi fundada em 1824, por José Ferreira P. Basto, e tornou-se na primeira fábrica de porcelana nacional, sendo este o primeiro exemplo de livre iniciativa no nosso país. A Vista Alegre viria depois a tornar-se referência na produção de artigos de luxo de porcelana, vidro e cristal.

Atualmente, trata-se de marca reconhecida com vários prémios e distinções internacionais, como por exemplo o Red Dot Award, conquistado com a criação do serviço de mesa "Utopia", inspirado nas geometrias japonesas e no papel de Origami.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo