Vitória em Coimbra coloca o Benfica de novo na liderança do campeonato. Os encarnados abriram o marcador por Nico Gaitan (8') ainda no começo do jogo. A equipa de Jorge Jesus, agora só com objectivos internos, voltou a marcar ainda na primeira parte. Luisão (45') aumentou a vantagem e estabeleceu o resultado final ainda durante o primeiro tempo. O Benfica passa a somar 28 pontos enquanto a Académica, no 16.º posto, tem 8.

Na Madeira, o Marítimo, depois de voltar às vitórias no jogo da Taça de Portugal, frente ao Atlético, recebeu o Boavista.

Publicidade
Publicidade

Um clássico do Futebol Português que não se disputava há mais de 10 anos. Se noutras alturas as equipas lutavam pelos mesmos objectivos, hoje já não se pode dizer o mesmo. Os madeirenses, totalmente superiores, brindaram os nortenhos com quatro golos sem resposta. Um auto-golo de Armindo Furtado (9') abriu o caminho da goleada que apenas se consumou no segundo tempo.

Rodrigo Gallo (60'), Mazzou (72') e Dyego Souza (87') deram expressão à superioridade verde-rubra.

Publicidade

Destaque ainda para as expulsões com que o árbitro Paulo Batista comtemplou a equipa de Petit. Phillipe Azevedo (58'), Bryan Beckeles (66') e Michael Domingues (69') viram o cartão vermelho e não chegaram ao final do encontro, deixando os axedrezados a jogar com oito elementos em campo durante mais de 20 minutos.

No Dragão, o FC Porto recebeu o europeu Rio Ave. Um encontro que se esperava difícil para o conjunto de Lopetegui. O nulo ao intervalo mostra as dificuldades que os vilacondeses conseguiram impor.

No segundo tempo tudo se alterou. Praticamente ao abrir a segunda metade, Tello (48') inaugurou o marcador. Jackson (79') aumentou a vantagem e colocou um ponto final nas aspirações do Rio Ave. Já nos últimos minutos do encontro, os azuis transformaram a vitória em goleada. Alex Sandro (89'), Óliver (92') e Danilo (93') fixaram o marcador em 5-0. Um resultado que não espelha as dificuldades que o Porto sentiu na conquista da vitória. O Porto subiu de novo ao 3.º lugar, com 25 pontos e o Rio Ave desceu à 8.ª posição com 17 pontos.

Em Barcelos, o Gil Vicente, ainda à procura da primeira vitória na Liga, recebeu o Nacional que também tem realizado um campeonato muito aquém das expectativas.

O nulo manteve-se até ao final num jogo pobre. O Nacional tem agora 9 pontos na 14.ª posição enquanto o Gil Vicente, com 4 pontos, ocupa a zona de despromoção no 17.º lugar.

Hoje é a vez de Paços de Ferreira e Estoril se defrontarem no jogo que fecha a 11.ª Jornada da Liga.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo