Advertisement
Advertisement

Não foi simpático o primeiro dia de 2015 para Elisabete Jacinto nas areias marroquinas. Depois da vitória na segunda etapa entre Er Rachidia e Tagounite, a piloto lusa, ao volante do camião do MAN TGS, terminou a prova de hoje no 13º lugar, a 53m30s do vencedor do dia, o belga Jacques Loomans. A performance menos conseguida fez a portuguesa cair de 10º para 13º da classificação geral combinada entre carros e camiões, a 1h09m dos cazaques Yuriy Sazonov e Arsian Sakhimov.

Numa etapa com um total de 525 quilómetros, dos quais 433 eram cronometrados, a equipa lusa da Oleoban, composta também por José Marques Teixeira e Marco Cochinho, é agora quarta classificada nos camiões, categoria que é liderada pelos russos Shibalov/Amatych e Khisamiev.

Advertisement

No segundo posto estão os também pilotos da Rússia Kuprianov e Tanin, pertencendo o terceiro lugar aos checos Tomecek e Lala.

Nas motos, o norueguês Pal Anders Ullevalseter, em KTM, repetiu a vitória de ontem, terminando a especial em 5h58m e com uma vantagem de 34 minutos para o belga Gilles Vanderweynen, também em KTM. O pódio desta 3ª etapa ficou completo com o austríaco Robert Theuretzbacher, que "gastou" mais 36 minutos do que o vencedor. Quanto aos portugueses, Pedro Ribeiro, em Yamaha, foi 13º com 7h28m, logo seguido de Sérgio Castro, em KTM, que fez 7h29m, terminando no 14º lugar. Na geral, a liderança continua na posse de Ullevalseter, que tem agora 1h42 de vantagem sobre Vanderweyen e mais de duas horas sobre Theuretzbacher, que está no terceiro lugar. Esta terceira etapa foi positiva para os lusos, que conseguiram entrar no top-20, com Pedro Ribeiro em 15º lugar, a 9h09m líder, e Sérgio Castro em 16º, com 9h11m, tendo ambos os pilotos duas horas de penalizações agregadas aos seus tempos.

Advertisement
Os melhores vídeos do dia

Esta África Eco Race continua amanhã com a quarta etapa (a penúltima em solo marroquino), que vai ligar Assa a As Sakn, num total de 394 quilómetros, 379 dos quais serão cronometrados. Esta especial conta com vários pontos onde as dunas vão marcar presença e na qual a precisão dos condutores será um ponto a ter em conta.